MENU

Isinbayeva: 'Quero mostrar que ainda sou a melhor saltadora do mundo'

Isinbayeva: 'Quero mostrar que ainda sou a melhor saltadora do mundo'

Atualizado: Quinta-feira, 28 Julho de 2011 as 11:57

Isinbayeva acredita que ainda é a melhor atleta

do mundo no salto com vara (Foto: AFP)

  Recordista mundial do salto com vara, Yelena Isinbayeva encara nesta sexta a etapa de Estocolmo da Diamond League. Sem conseguir bons resultados em 2011, ela competirá com a brasileira Fabiana Murer e a detentora do melhor salto da temporada (4,78m), a alemã Martina Strutz.

Confirmada como principal estrela da delegação russa para o Mundial de Daegu, Isinbayeva deixou claro, com poucas palavras, que mesmo sem marcas expressivas neste ano, ainda pode surpreender o mundo. Ela também afirmou que seu objetivo é garantir o título da modalidade no Mundial de Coreia do Sul, que acontece em agosto.

- Meu principal objetivo nesta temporada é recuperar o meu título mundial. Eu quero mostrar que ainda sou a melhor saltadora do mundo e que nada mudou - disse a russa.     Há duas semanas, Isinbayeva saltou em Heusden, na Bélgica, e conseguiu a o salto de 4,60m, ainda muito aquém das expectativas. Dias depois, não conseguiu passar pelo sarrafo além de sua marca em Lignano, na Itália. Na mesma semana, abandonou uma prova em Lucerna, na Suíça, por conta de dores  causadas por uma lesão no pulso. Sobre a marca alcançada na Bélgica, a atleta culpou a chuva e as condições adversas, mas não procurou desculpas para o fracasso seguinte no meeting italiano.

- Fora o clima ruim, tudo correu bem em Heusden. Fui bem e estava focada em fazer o meu melhor. Em Lignano, não posso explicar. Sentia que não tinha nenhum poder naquele dia, minhas pernas estavam pesadas e não encontrava uma velocidade boa. E a chuva começou e cheguei a pensar que seria como no meeting anterior, com vento. Mas não é uma desculpa, não estava bem naquela noite - confessou.

Sobre a lesão no pulso que a tirou do torneio de Lecerna, na Suíça, Isinbayeva deixou claro que o problema foi apenas um susto e não preocupa para o Mundial.

- Meu pulso sofreu um choque pesado e para não correr risco de sofrer uma lesão maior, decidimos parar. Acredito que foi a decisão certa. Se tivesse me machucado mais talvez poderia perder o Mundial de Daegu no próximo mês. Mas já está tudo bem e não vai haver problema.          

veja também