MENU

Japão usa criança para tentar convencer Fifa a ter nova Copa

Japão usa criança para tentar convencer Fifa a ter nova Copa

Atualizado: Quinta-feira, 2 Dezembro de 2010 as 8:21

"Meu pai sempre diz que eu nasci num ano muito especial. E em 2022 eu já vou ter 20 anos!". Foi com a espontaneidade da pequena Rio Sasaki, de 8 anos, que o Japão abriu a sua apresentação na disputa para sediar a Copa do Mundo de 2022. A terra do sol nascente foi a última candidata a mostrar as propostas nesta quarta-feira na sede da Fifa, em Zurique, na Suíça.

A declaração da criança japonesa foi uma maneira encontrada pela organização para sensibilizar os que não gostam da ideia de o Japão sediar duas Copas do Mundo num intervalo de 20 anos, já que o país recebeu o Mundial de 2002, junto com a Coreia do Sul.

- Eu mesmo cheguei a me perguntar: não é muito cedo? Parece que a Copa de 2002 foi ontem... Mas depois eu pensei em quanto o mundo já mudou nesses 8 anos e quanto ainda vai mudar nos próximos 12 - afirmou Howard Stringer, presidente da Sony.

O Japão mostrou que boa parte da estrutura para receber o Mundial já está pronta e resolveu dar ênfase à busca pela tecnologia. O objetivo principal é uma Copa do Mundo de "nova geração", como eles chamaram. E, para isso, setor público e privado prometem trabalhar juntos. Uma das promessas é que as Fan Fests cheguem a 208 locais no mundo, batendo recordes de público.

- O Japão quer uma Copa em que mais pessoas, em mais países, possam desfrutar do futebol. Esse é o novo passo, a nova aventura que a Fifa pode encarar. Esse é o meu sonho para 2022 - encerrou Junji Ogura, do comitê organizador japonês.

Por: Bianca Rothier

veja também