MENU

Jejum, vingança, tabu, pressão: Majestoso vale a ponta do Brasileiro

Jejum, vingança, tabu, pressão: Majestoso vale a ponta do Brasileiro

Atualizado: Quarta-feira, 21 Setembro de 2011 as 10:14

Corinthians e São Paulo, por si só, já é um clássico recheado de polêmica. Afinal, envolve uma rivalidade que, nos últimos anos, extrapolou as quatro linhas. Envolve política, briga para ser o estádio que sediará a Copa do Mundo, cartolas que se odeiam, veto alvinegro ao estádio do Morumbi, trocas de acusações sobre roubo de jogadores nas categorias de base... Além de tudo isso, o Majestoso desta quarta-feira, 21h50m, valerá a liderança do Campeonato Brasileiro, já que o Vasco, primeiro colocado, só entrará em campo na quinta-feira, contra o Atlético Goianiense, em São Januário.

Adilson Batista e Tite, os técnicos de São Paulo e Corinthians (Foto: Editoria de Arte/Globoesporte.com)

  Para o time do Morumbi, comandado por Adilson Batista, a goleada de 5 a 0, sofrida no primeiro turno, ainda está entalada na garganta. Além disso, todos querem acabar com o incômodo jejum de não vencer o rival no Cícero Pompeu de Toledo desde fevereiro de 2007. De lá para cá, foram registrados cinco empates e duas derrotas são-paulinas. Para a equipe alvinegra, o duelo pode ser uma espécie de redenção para todos: para os jogadores, que estão pressionados pela torcida após a derrota por 3 a 1 para o Santos e a consequente perda da primeira colocação na tabela; e principalmente para o técnico Tite, que pode ser demitido em caso de novo tropeço.   Com todos os ingredientes citados acima, a expectativa é de um grande jogo a partir das 21h50m, com arbitragem de Wilson Luiz Seneme (SP), que será auxiliado por Altemir Hausmann e Roberto Braatz, ambos do Paraná. O jogo será transmitido pela TV Globo para os estados de SP, PR, GO, TO, MS, MT, SE, PE, PI, MA (exceto Balsas) e as cidades de Florianópolis, Belo Horizonte, Uberlândia e Ituiutaba e para todo país pelo canal Premiére, através do sistema pay-per-view. O GLOBOESPORTE.COM acompanha os lances em Tempo Real, com vídeos exclusivos, a partir das 21h.

São Paulo: após ter liderado o Campeonato Brasileiro entre a terceira e a sexta rodadas, o Tricolor tem a chance de novamente alcançar a primeira colocação. Isso acontecerá em caso de empate ou vitória no clássico desta quarta. A igualdade já seria suficiente porque o time ficaria com o mesmo número de pontos e vitórias que o Vasco, mas levaria vantagem no saldo de gols.

Corinthians: com cinco derrotas e duas vitórias nos sete últimos jogos, o Timão tenta se recuperar no Brasileirão. Em meio à crise e protestos da torcida, a equipe dirigida por Tite precisa de uma vitória para impedir que a revolta da Fiel aumente ainda mais e para não se afastar da briga pelo primeiro lugar. O Timão tem hoje dois pontos a menos que o líder Vasco e um abaixo do São Paulo.

São Paulo: Adilson Batista tem o reforço de Dagoberto, artilheiro do time em 2011 com 20 gols, que cumpriu suspensão automática na partida contra o Ceará. Quem também está à disposição é Denilson, liberado pelo departamento médico após se recuperar de uma lesão muscular que o afastou dos gramados por um mês. O camisa 15, no entanto, deverá ficar como opção no banco de reservas. O Tricolor deverá entrar em campo com: Rogério Ceni; Piris, João Filipe, Rhodolfo e Juan; Wellington, Carlinhos Paraíba, Casemiro e Cícero; Lucas e Dagoberto.

Corinthians: as últimas falhas da defesa fizeram o treinador mudar quase todo o setor. O capitão Chicão perdeu o lugar na equipe, enquanto Leandro Castán foi escalado na lateral esquerda. Com isso, o Alvinegro terá uma nova dupla de zaga, formada por Paulo André e Wallace. Alex, que passou a noite de domingo no hospital depois de bater a cabeça durante o clássico contra o Santos, está confirmado. A formação é a seguinte: Julio Cesar, Alessandro, Paulo André, Wallace e Leandro Castán; Ralf, Paulinho e Alex; Willian, Liedson e Emerson.

São Paulo: Bruno Uvini, Cañete e Fernandinho (machucados) e Luis Fabiano (foi liberado pelo departamento médico, mas ainda não está 100% fisicamente).

Corinthians: o lateral-esquerdo Ramon sofreu uma lesão muscular na coxa direita no último domingo e está fora. Além dele, não podem ser relacionados o atacante Adriano, recuperando-se da cirurgia no tendão do pé esquerdo, o lateral-esquerdo Fábio Santos, em tratamento pela fratura na clavícula esquerda, e o meia Ramírez, com o pé esquerdo quebrado.

São Paulo: Rogério Ceni, Piris e Casemiro.

Corinthians: Paulinho, Danilo e Ramon.

São Paulo: Livre de suspensão, Dagoberto retornará para comandar o ataque do São Paulo na importante partida deste meio de semana. O camisa 25 já sentiu o gostinho de marcar um gol no rival alvinegro em 2011. Foi na vitória por 2 a 1, em Barueri, pelo Campeonato Paulista, no jogo que ficou marcado pelo centésimo gol da carreira do goleiro e capitão Rogério Ceni.. Corinthians: enquanto Adriano continua fora, Liedson segue como a principal referência ofensiva do Corinthians. O Levezinho não costuma decepcionar em clássicos. Autor de 20 gols na temporada, ele fez três contra o São Paulo no primeiro turno e deixou mais um frente ao Santos, na rodada passada.

Cícero, meia do São Paulo: "O Corinthians tem o trabalho deles. Se o treinador pode cair ou não, é problema da diretoria. Nós aqui estamos pensando só no São Paulo. Não existe favorito, mas sabemos que é uma final de campeonato, já que, se vencermos, vamos abrir quatro pontos de vantagem sobre um concorrente direto na briga pelo campeonato"

Tite, técnico do Corinthians: “São equipes que estão sempre brigando pelas três ou quatro primeiras colocações desde o início do torneio. Há uma série de ingredientes para um baita jogo, um baita espetáculo”.

* Quem venceu mais? Confira o histórico do confronto na Futpédia.

* A história dos confrontos entre São Paulo e Corinthians na história do Campeonato Brasileiro mostra ampla vantagem dos alvinegros que, das 48 partidas disputadas, venceu 18, empatou 18  e perdeu 11. O Timão marcou 52 gols e o Tricolor, 41.

*  O duelo desta quarta-feira colocará frente a frente o ataque do São Paulo, o segundo melhor da competição, com 39 gols marcados, um a menos que Coritiba e Internacional, contra a defesa do Corinthians, a segunda melhor, com 26 gols sofridos, atrás apenas do Palmeiras, que levou 24.

* O placar que mais foi registrado nesta partida foi 1 a 0. Foram 11 ocasiões, das quais oito a favor do Corinthians e três do São Paulo. Em outras sete partidas, houve empate sem gols.

* Outro fato interessante é que, dos 48 jogos disputados, em apenas dois houve virada no marcador. A primeira foi no segundo turno de 2003, quando o Timão abriu 1 a 0, mas o Tricolor venceu por 2 x 1 e em 2006, quando novamente o Corinthians saiu na frente, mas o São Paulo saiu de campo com o triunfo por 3 x  1.

A última vez em que as duas equipes se enfrentaram foi no dia 26 de junho deste ano, em duelo válido pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Após um primeiro tempo equilibrado, o São Paulo ficou com dez homens com a expulsão de Carlinhos Paraíba e na sequência, o Timão passou e goleou por 5 a 0, com três gols de Liedson, um de Danilo e outro de Jorge Henrique, que contou com a grande colaboração do goleiro Rogério Ceni. (Veja ao lado os melhores momentos desta partida)

veja também