MENU

Jeremy brilha e se torna o primeiro francês a vencer o Pipeline Masters

Jeremy brilha e se torna o primeiro francês a vencer o Pipeline Masters

Atualizado: Sexta-feira, 17 Dezembro de 2010 as 7:53

A onda mais famosa do mundo aprontou para os favoritos e consagrou um surfista que desde os tempos de menino é comparado a uma joia. Depois de eliminar o americano Kelly Slater com uma virada nos últimos segundos , Jeremy Flores, de 22 anos, foi um pouco menos “maldoso”. A três minutos do fim, após sair de uma combinação, tirou um 9,37 e derrotou o australiano Kieren Perrow para conquistar, justo no Pipeline Masters, sua primeira vitória no Circuito Mundial. Tornou-se o primeiro francês a vencer o campeonato que fecha a temporada e que este ano foi dedicado a Andy Irons, falecido em novembro . Incluiu seu nome numa lista em que constam o de Andy e de outras lendas do surfe. Recebeu o troféu - uma prancha personalizada - das mãos de Gerry Lopez, campeão em 1972 e 1973. Veja a galeria de fotos das finais.

- Andy Irons era meu ídolo. Cresci vendo-o surfar. Essa vitória é para ele - disse, no pódio.

À Austrália, tristeza pelo vice em Pipeline, mas festa por Joel Parkinson, tricampeão da Tríplice Coroa , série composta ainda pelos WQSs de Haleiwa e Sunset. Kieren foi o carrasco de Adriano de Souza, o Mineirinho, na terceira fase. Nesta quinta-feira, deixou para trás o sul-africano Jordy Smith, vice-líder do ranking. Depois, passou pelo americano Dane Reynolds, um dos surfistas mais talentosos do Circuito Mundial. Jeremy, por sua vez, chegou à final depois de virar contra Kely Slater, decacampeão do mundo, nos últimos segundos. Antes, tinha eliminado o australiano Owen Wright

As ondas que Andy Irons tanto surfava quase pregaram uma peça nos finalistas. Foram mais de dez minutos sentados no outside, esperando. Quem tirou a primeira nota boa foi Kieren: 6,50. A 15 minutos do fim, Jeremy deixou uma onda passar para o australiano, que não perdoou. Pegou um pequeno tubo e ganhou 7,27 para pôr o francês em combinação - precisando de mais de uma nota 10 para virar. A cinco minutos do fim, Jeremy saiu da combinação com uma nota 5,17. Ficou então em busca de um 8,60. A onda salvadora veio dois minutos depois. O francês deixou a onda já comemorando. Os juízes anunciaram a virada: 9,37. A terceira joia da Coroa é dele.

Namorado de Bruna Schmitz, Jeremy disse que o segredo veio das palavras do treinador, o brasileiro Yanick Beven.

- Não desistir nunca.

O Pipeline Masters também fechou a lista dos 32 surfistas que disputarão o Circuito Mundial de 2011. O Brasil terá cinco representantes: o paulista Adriano de Souza, o potiguar Jadson André - classificados pelo próprio Mundial -, o cearense Heitor Alves, o carioca Raoni Monteiro e o catarinense Alejo Muniz - classificados pelo ranking unificado.

Final:

Jeremy Flores FRA 14,54 x 13,77 Kieren Perrow AUS

Semifinais:

1. Jeremy Flores FRA 17.50 x 17.23 Kelly Slater EUA

2. Kieren Perrow AUS 15.03 x 6.83 Dane Reynolds EUA

Quartas de final:

1. Jeremy Flores FRA 14,00 x 7,43 Owen Wright AUS

2. Kelly Slater EUA 12.94 x 3,16 Adrian Buchan AUS

3. Kieren Perrow AUS 13,00 x 12,00 Jordy Smith AFS

4. Dane Reynolds EUA 17,00 x 3.37 Taylor Knox EUA

Todos os campeões do Pipeline Masters

2010 Jeremy Flores (FRA)

2009 Taj Burrow (AUS)

2008 Kelly Slater (EUA)

2007: Bede Durbidge (AUS)

2006: Andy Irons (HAV)

2005: Andy Irons (HAV)

2004: Jaime O’Brien (HAV)

2003: Andy Irons (HAV)

2002: Andy Irons (HAV)

2001: Bruce Irons (HAV)

2000: Rob Machado (EUA)

1999: Kelly Slater (EUA)

1998: Jake Paterson (AUS)

1997: Johnny-Boy Gomes (HAV)

1996: Kelly Slater (EUA)

1995: Kelly Slater (EUA)

1994: Kelly Slater (EUA)

1993: Derek Ho (HAV)

1992: Kelly Slater (EUA)

1991: Tom Carroll (AUS)

1990: Tom Carroll (AUS)

1989: Gary Elkerton (AUS)

1988: Robbie Page (HAV)

1987: Tom Carroll (AUS)

1986: Derek Ho (HAV)

1985: Mark Occhilupo (AUS)

1984: Joey Buran (EUA)

1983: Dane Kealoha (HAV)

1982: Michael Ho (HAV)

1981: Simon Anderson (AUS)

1980: Mark Warren (AUS)

1979: Larry Blair (AUS)

1978: Larry Blair (AUS)

1977: Rory Russell (HAV)

1976: Rory Russell (HAV)

1975: Shaun Tomson (AFS)

1974: Jeff Crawford (EUA)

1973: Gerry Lopez (HAV)

1972: Gerry Lopez (HAV)

1971: Jeff Hakman (HAV)

Top 10 do ranking

1. Kelly Slater (EUA) 69000

2. Jordy Smith (AFS) 52250

3. Mick Fanning (AUS) 44750

4. Taj Burrow (AUS) 42000

4. Dane Reynolds (EUA) 42000

6. Bede Durbidge (AUS) 39000

7. Adrian Buchan (AUS) 37250

7. Owen Wright (AUS) 37250

9. Jeremy Flores (FRA) 35750

10. Adriano de Souza (BRA) 32000

veja também