MENU

João Derly pede dispensa e não disputa o Mundial por Equipes

João Derly pede dispensa e não disputa o Mundial por Equipes

Atualizado: Terça-feira, 7 Outubro de 2008 as 12

João Derly pede dispensa e não disputa o Mundial por Equipes

Alegando motivos pessoais, o bicampeão mundial João Derly (-66kg) pediu dispensa e não representará o Brasil no Campeonato Mundial por Equipes, que acontecerá neste domingo dia 5, no Japão. A equipe embarca nesta terça-feira, dia 30 de setembro. Com a saída de João Derly, o ligeiro (-60kg) Denílson Lourenço substituirá o atleta na categoria, já que as inscrições para o evento estão finalizadas. Os demais judocas estão confirmados no torneio: Charles Chibana (-60kg), Victor Penalber (-73kg), Flávio Canto/Guilherme Luna (-81kg), Eduardo Santos/Hugo Pessanha (-90kg), Leonardo Leite (-100kg), Walter Santos/Daniel Hernandes (+100kg).

"Estava pronto e com muita vontade de representar o Brasil mais uma vez em uma competição internacional, mas achei melhor pedir a minha dispensa para a comissão técnica. O professor Ney Wilson foi muito compreensivo e deu razão aos meus motivos", disse Derly.

O judoca também destacou que gostaria de competir no Japão para mostrar que o resultado negativo nos Jogos Olímpicos de Pequim foi uma fatalidade.

"Após os Jogos Olímpicos, tirei apenas duas semanas de férias. Voltei a treinar forte logo pois queria competir nesse mundial para provar que o meu resultado em Pequim não foi normal. Infelizmente, fica para a próxima", afirmou João Derly, que comprovou a boa forma ao conquistar a medalha de ouro no Troféu Brasil.

O Brasil tentará no Japão um título inédito para o judô nacional. Em duas ocasiões o país foi vice-campeão (1998 e 2007). Disputam a competição no masculino a Rússia, Geórgia, Irã, Coréia, Argélia, Austrália e Japão. Entre as mulheres, competem a França, Alemanha, China, Coréia, Argélia, Cuba, Austrália e Japão.

Fazem parte da comissão técnica no Mundial o coordenador técnico internacional Ney Wilson Silva, o técnico Luiz Shinohara, o médico Breno Schor e a árbitra Marilaine Ferrantio.

veja também