MENU

Jobson revela que 'geladeira' foi causada por problemas extracampo

Jobson revela que 'geladeira' foi causada por problemas extracampo

Atualizado: Sexta-feira, 4 Março de 2011 as 4:31

O atacante Jobson foi um dos principais reforços do alvinegro para a temporada 2011. No entanto, apesar de ter entrado em campo na estreia do time no Campeonato Mineiro, na partida contra o Funorte, o jogador ficou um bom tempo sem atuar. Jobson só voltou na última quarta-feira, no confronto contra o Iape-MA, pela Copa do Brasil.

Oficialmente, o hiato de mais de um mês entre um jogo e outro teria sido meramente por opção técnica de Dorival Júnior. No entanto, Jobson revela que o tempo fora dos gramados foi uma punição do treinador atleticano por problemas extracampo. O atacante, porém, diz que não vai dar detalhes sobre o que teria motivido essa decisão.

- Como sempre, problemas. Eu não vou citar qual foi, mas foi um problema aí e o professor (Dorival Júnior) resolveu me dar um castiguinho. Com certeza (aprendi), não saiu mais nenhum (erro).

No dia 3 de fevereiro, Jobson não treinou com os demais companheiros em campo. Na ocasião, a assessoria de imprensa do Alvinegro disse que o jogador fazia um trabalho na academia.

O atacante está emprestado ao time mineiro até o fim do ano e ainda tem vínculo com o Botafogo, dono de 60% de seus direitos. Na época da negociação, o mandatário do clube carioca, Maurício Assumpção, chegou a afirmar que tinha esperança de que o estilo Kalil desse um jeito no jogador , envolvido em polêmicas fora das quatro linhas.

De volta?

Na partida contra o Iape-MA, Jobson marcou dois dos oito gols do Atlético-MG, os primeiros do jogador com a camisa do time. O atacante se diz feliz por ter ajudado na vitória contra os maranhenses e espera ser relacionado em mais partidas.

Atualmente, Dorival Júnior escala o ataque do Galo com Diego Tardelli e Magno Alves, optando por Neto Berola algumas vezes.

- Fico aqui esperando a oportunidade. O jogo não foi muito difícil (contra o Iape-MA), mas gol é gol, e estou feliz. O Dorival vai ter uma dor de cabeça (para definir o ataque), e isso é bom. É uma dor de cabeça sadia. A emoção foi mais de querer fazer logo o gol. Agora que fiz o primeiro, tomara que abram as portas. Foi bom.

Às vésperas do feriado de carnaval, Jobson diz que vai aproveitar para descansar. Porém, avisa: ficará bem comportado.

- É sempre bom, mas com moderação, porque tudo para mim, se eu não souber curtir, vai ser uma coisona. Então, vou saber curtir. Não só eu, mas todos nós somos observados a partir do momento que você é uma pessoa pública, né? Mas eu, nossa, nem preciso falar. Eu vou descansar.    

veja também