MENU

Jobson se recusa a fazer teste de bafômetro em blitz, diz jornal

Jobson se recusa a fazer teste de bafômetro em blitz, diz jornal

Atualizado: Sexta-feira, 17 Dezembro de 2010 as 2

No dia 28 de novembro deste ano, o Botafogo venceu o Grêmio Prudente por 3 a 1 no Engenhão e se manteve vivo na luta por uma vaga na Libertadores. Punido por ter chegado atrasado na concentração, Jobson desfalcou o time, mas não ficou em casa chateado pelo castigo. A edição do jornal Marca.BR desta sexta-feira mostra que, segundo fontes do Detran, o jogador se recusou a fazer teste do bafômetro naquela noite, em uma blitz da Operação Lei Seca na Avenida Wenceslau Brás, próximo à sede de General Severiano.

Pela infração, considerada gravíssima, Jobson levou sete pontos na carteira de motorista, teve a habilitação apreendida e ainda terá de pagar multa de R$ 957,70. O jogador tem o direito de recorrer.

- Quando o condutor se recusa a fazer o teste, entendemos que bebeu, porque quem não consumiu álcool não tem motivo para não fazer o exame - diz ao jornal o coordenador-geral da Operação Lei Seca, Carlos Alberto Lopes.

Jobson vai responder a processo administrativo, no qual pode perder o direito de dirigir por até um ano. O atacante estava em companhia de um primo, que fez o teste e se mostrou apto a dirigir.

O vice de futebol André Silva não tinha conhecimento do episódio e disse ao Marca que "cada um é responsável por si". Os dirigentes do clube vivem uma situação delicada. Sabem que Jobson foi mais problema do que solução em 2010, mas não querem perder dinheiro em uma possível negociação. Palmeiras e Atlético-MG estão entre os interessados.

O carro de Jobson tem outras duas infrações registradas no Detran: uma por excesso de velocidade, no dia 5 de novembro; outra por avanço de sinal, no dia 30 do mesmo mês, dois dias depois da blitz em Botafogo.    

veja também