MENU

Joel recebe proposta de renovação. Resposta após o Brasileirão

Joel recebe proposta de renovação. Resposta após o Brasileirão

Atualizado: Terça-feira, 9 Novembro de 2010 as 10:11

A quatro rodadas do fim do Campeonato Brasileiro, a diretoria do Botafogo provou mais uma vez estar satisfeita com o trabalho do técnico Joel Santana. Mesmo sem a garantia da vaga para a Libertadores em 2011, o clube apresentou nesta segunda-feira ao treinador uma proposta de renovação de contrato.

Com acordo com o Alvinegro até o fim do ano, o próprio Joel Santana, em entrevista ao programa Bem, Amigos!, do SporTV, confirmou a informação, mas disse não considerar este o momento ideal para discutir o assunto. O treinador do Botafogo também negou qualquer contato para assumir o Corinthians em 2011.

- Não tomei conhecimento (sobre o interesse do Corinthians). O Botafogo me apresentou hoje (segunda-feira) um documento afirmando o interesse do clube na minha renovação. Fiquei feliz. Fiquei de dar a resposta após o fim da competição. Agora não tem clima – revelou Joel, dando a entender que a tendência é continuar no Alvinegro na próxima temporada.

Outro indício de que o treinador continuará em General Severiano é o interesse em Toró, que recentemente deixou o Flamengo após não ter o contrato renovado.

- Seria recebido com todo o prazer. Seria muito bem vindo. Mais um filho - brincou Joel, que comandou o jogador durante as temporadas 2008/2009, quando treinou o Rubro-Negro.

Sem pensar na próxima temporada e ainda com a cabeça em 2010, Joel Santana não disfarçou quando questionado sobre a possibilidade do Botafogo conquistar o Campeonato Brasileiro. Para o treinador, o clube está na briga.

- Temos pontos a conquistar. É claro que o Fluminense está em vantagem, assim como Corinthians e Cruzeiro. Mas o jogo de quarta-feira vai falar muita coisa, pois depois teremos dois jogos dentro de casa – disse, sobre a partida contra o Ceará, no Castelão.

Antes do programa, Joel Santana conversou com o GLOBOESPORTE.COM e falou sobre a nova polêmica envolvendo o atacante Jobson, que quase foi parar na delegacia em Florianópolis, após, supostamente, fazer gestos obscenos a torcedores do Avaí. Para o treinador, que o fizeram com o jogador 'foi uma covardia'.

veja também