MENU

Joel sai em defesa de Jobson: 'Houve uma grande covardia'

Joel sai em defesa de Jobson: 'Houve uma grande covardia'

Atualizado: Terça-feira, 9 Novembro de 2010 as 9:51

O atacante Jobson foi alvo de nova polêmica no último domingo. O jogador foi acusado de ter feito gestos obscenos contra torcedores do Avaí logo após o empate entre as duas equipes por 0 a 0, em partida realizada no estádio da Ressacada, em Florianópolis, no último domingo. Inclusive, o supervisor do clube carioca, Anderson Barros, teve de ir para a delegacia para contornar a situação.

Questionado sobre o incidente, o técnico Joel Santana reconheceu que o atleta não reagiu "da maneira correta", mas disse que Jobson foi injustiçado.

- Não querendo defender o Jobson, houve uma grande covardia. Quando o nosso ônibus estava saindo do estádio, pessoas começaram a chutar o ônibus. Outros, inclusive, colocaram talco no braço, insinuando que ele era um viciado. Ele não agiu da maneira correta, mas nenhum ser humano consegue ter tanta calma. Foi algo encomendado, foram direto onde ele estava no ônibus – afirmou o treinador, em conversa com a reportagem do GLOBOESPORTE.COM antes de participar do programa “Bem, Amigos”

Joel disse que o novo episódio servirá para Jobson amadurecer ainda mais. O atacante, que foi titular na partida do último domingo, está confirmado no setor para o duelo de quarta-feira, contra o Ceará, em Fortaleza.

- De qualquer maneira, tudo que aconteceu será bom para ele aprender a ter equilíbrio antes de tomar qualquer decisão – concluiu.

Por: Marcelo Prado

veja também