Jogada aérea vira solução e caos no Palmeiras

Jogada aérea vira solução e caos no Palmeiras

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:28

Tarde fria de sexta-feira, centro de treinamento do Palmeiras. Um impaciente Luiz Felipe Scolari manda o volante Tinga cobrar escanteio pela sexta vez consecutiva. "Tá errado, tá errado! Assim os caras entram livres! E você, Cicinho, está marcando quem?", grita o técnico.

Scolari pede fim de multa contratual Leia as últimas do Palmeiras A impaciência de Scolari tem explicação. Mais da metade dos gols que o Palmeiras sofreu neste Brasileiro originou-se de bolas aéreas. Dos 17 tentos tomados --o time tem a melhor zaga da competição--, nove foram depois de cruzamentos.

Eduardo Anizelli - 02.set.2011/Folhapress Scolari conversa com o goleiro Marcos durante treino do Palmeiras O Palmeiras tem neste domingo, contra o Cruzeiro, no Pacaembu, mais uma tentativa de corrigir uma falha que, ironicamente, é uma de suas principais armas ofensivas. Também foram nove gols marcados assim --mais de um terço dos 26 anotados.

Não é à toa que a torcida palmeirense se levanta quando há uma cobrança de falta. Não importa a distância, Marcos Assunção cruza na área.

"Já tomamos sete, oito gols em cobranças de escanteio. É uma questão de má colocação, a bola que cruza toda a extensão da defesa e ninguém para bater nela", declarou Scolari horas antes de se descabelar com o treino específico de cruzamentos.

O discurso é o mesmo desde que ele assumiu o Palmeiras, há pouco mais de um ano. Mas pouca coisa mudou. "Defensivamente nós temos trabalhado todos os dias. E mesmo assim cometemos alguns erros como aquele contra o Botafogo", afirmou Scolari, referindo-se ao gol de cabeça sofrido logo aos 4min na derrota da última quarta.

Numa conta rápida, o Palmeiras poderia ter conquistado ao menos 11 pontos a mais se não tivesse falhado nesse tipo de jogada. Por isso a insistência nos treinos de cruzamentos. Uma bandeira que Marcos, que volta ao gol neste domingo após ser poupado, também levanta.

"Não podemos continuar levando gols assim. Nos custa caro", declarou o goleiro mais de uma vez, normalmente após derrotas causadas por gols em bolas aéreas. Por essas e outras, Scolari tem elevado a altura média do time.

Certa feita justificou a troca dos volantes (Márcio Araújo por Chico) com a fita métrica: o segundo tem 14 centímetros a mais. Também são altos Fernandão e Ricardo Bueno, os dois novos reforços do time.

Quando ambos estavam em processo de contratação, Scolari sempre lembrava isso. "Ambos são altos e têm boa impulsão. Vamos trabalhar a colocação na área e treinar cruzamentos", declarou.    

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições