MENU

Jogadores do Atlético lamentam ofensas em clássico madridista

Jogadores do Atlético lamentam ofensas em clássico madridista

Atualizado: Quarta-feira, 23 Março de 2011 as 4:10

As ofensas de torcedores do Atlético de Madri ao lateral brasileiro Marcelo e ao atacante português Cristiano Ronaldo, na vitória do Real por 2 a 1 sobre o rival, no clássico deste sábado, pelo Campeonato Espanhol, continuam sendo assunto na Espanha. Alguns jogadores do Atlético resolveram comentar o episódio.

Um deles é o tcheco Tomas Ufjalusi, que lamentou o ocorrido.

- Se lembram de quando me chamavam de assassino quando entrava em campo? Por desgraça, o futebol tem essas coisas – disse, em referência a uma entrada dura em Lionel Messi, do Barcelona, em setembro de 2010, quando deixou o camisa dez argentino lesionado por 15 dias.

Companheiro do tcheco, o goleiro David De Gea também comentou o fato, mas disse que os jogadores não devem se importar com o acontecimento.

- Não é bonito escutar isso em um estádio, mas acontece em muitos campos da Espanha e da Europa. Acho que devemos deixar para lá e não dar mais atenção a isso – concluiu.

Segundo os jornais "As" e "Marca", Marcelo foi um dos principais alvos da torcida do Atlético no Vicente Calderón. Após ser chamado de “macaco” por um grupo de torcedores, Marcelo bateu palmas ironicamente.

O português Cristiano Ronaldo também foi alvo de insultos. Um grupo de fãs do Atlético gritava "Morra Cristiano" a cada toque do camisa 7 na bola. Quando o craque foi substituído, os gritos aumentaram e o atacante respondeu do mesmo modo que o lateral brasileiro.      

veja também