MENU

Jogo-treino entre Portuguesa e Santista acaba em pancadaria em Mogi das Cruzes

Jogo-treino entre Portuguesa e Santista acaba em pancadaria em Mogi das Cruzes

Atualizado: Quinta-feira, 14 Janeiro de 2010 as 12

A poucos dias da estreia no Campeonato Paulista, domingo, às 17h (de Brasília), contra o São Paulo, no Morumbi, a Portuguesa tinha nesta quarta-feira seu último teste antes de enfrentar o Tricolor. Mas o jogo-treino contra a Portuguesa Santista, em Mogi das Cruzes, onde a Lusa realiza a sua pré-temporada, acabou em pancadaria ainda no primeiro tempo - quando o adversário vencia por 1 a 0.

A briga começou depois que o atacante Héverton recebeu uma cotovelada no rosto, desferida pelo zagueiro Júnior Tuchê, ex-Palmeiras e atualmente na Briosa. O que começou com um bate-boca terminou com socos e chutes, transformando o gramado num campo de batalha. Os reservas das duas equipes deixaram o banco para aumentar a confusão, e foi preciso a entrada de seguranças para separar os brigões.

- O que aconteceu foi uma palhaçada. Os 22 jogadores em campo resolveram brigar. Foi vergonhoso, mas vou fazer o quê? O rapaz deu uma cotovelada no Héverton e depois pisou em cima. E eles já haviam criado confusão contra o Santos também - acusou o vice-presidente do time do Canindé, Luis Iauca, em contato telefônico com a reportagem do globoesporte.com.

Sem clima para continuar a partida, a delegação da Portuguesa Santista deixou o hotel. Mas apesar de o jogo-treino ter sido cancelado, o técnico da Portuguesa, Vagner Benazzi, não perdeu tempo e ainda comandou um coletivo para os seus jogadores.

Na primeira etapa, utilizou o esquema 3-5-2, com Fábio, Gladstone, Thiago Gomes e Preto Costa; Paulo Sérgio, Acleisson, Marco Antônio, Athirson e Fabrício; Dinei e Heverton. No segundo tempo, ele mudou a formação para o 4-4-2, com a entrada de Fellype Gabriel na vaga de Gladstone.

A Lusa fica em Mogi das Cruzes até sábado, quando retorna à capital.Sem perder tempo, o técnico Vagner Benazzi realizou um coletivo. E treinou duas escalações. Para o jogo contra o São Paulo, Benazzi não poderá contar com o volante Marcos Paulo e com o atacante uruguaio Biscayzacú, que não tiveram suas documentações regularizadas.

veja também