MENU

John McEnroe se diz entusiasmado para ver Djokovic bater seu recorde

John McEnroe se diz entusiasmado para ver Djokovic bater seu recorde

Atualizado: Quarta-feira, 18 Maio de 2011 as 5:07

 McEnroe está animado para ver Djokovic bater seu recorde (Foto: agência Getty Images)

  Com o recorde de 42 vitórias consecutivas em 1984, o ex-tenista americano John McEnroe afirmou nesta quarta-feira que a atuação de Novak Djokovic na temporada 2011, com 37 triunfos seguidos - é ainda mais impressionante que a dele naquela época. Convencido de que recordes existem para ser batidos, o ex-número 1 do mundo se diz emocionado com a possibilidade de Nole quebrar sua marca pessoal.

- Estou acompanhando seu progresso e é muito interessante ver a confiança com que está jogando. Foi incrível como ele dominou Federer e Nadal, surpreendente... Isso que Djokovic está fazendo me lembra 1984. Estou animado, pois ele pode bater meu recorde em Roland Garros - comentou McEnroe, segundo o jornal espanhol "Marca".

A série do americano só parou na final do segundo Grand Slam de 1984, quando perdeu para outro recordista, o americano Ivan Lendl (44 jogos seguidos em 1981-82). Por isso, McEnroe deu um aviso ao sérvio.

- É difícil de bater Nadal em uma partida de cinco sets. De fato, em 84, eu bati duas vezes Ivan Lendl no saibro e, em Roland Garros, eu levei os dois primeiros sets e perdi. Novak deve ter cuidado porque Nadal luta até o fim - alertou o ex-tenista.

Atual vice-líder do ranking mundial, Novak Djokovic levantou troféus nos sete torneios que disputou neste ano.  A fantástica campanha faz do sérvio o segundo tenista da história a se classificar para o ATP Finals antes de Roland Garros (Nadal havia conseguido isso em 2009). Djokovic já soma 39 vitórias consecutivas desde 2010. Se for campeão no Grand Slam francês, chegará a 46 triunfos seguidos, marca de Guillermo Vilas, em 1977. Para saber mais sobre os feitos históricos de Djokovic, leia o blog Saque e Voleio .

Novak Djokovic comemora vitória sobre Rafael Nadal na final do Masters 1.000 de Roma (Foto: AFP)        

veja também