MENU

Jorginho exalta poder de reação da Portuguesa, mas alerta para vacilos

Jorginho exalta poder de reação da Portuguesa, mas alerta para vacilos

Atualizado: Quarta-feira, 14 Setembro de 2011 as 11:12

 Até tomar um gol do Grêmio Barueri, aos 18 minutos do primeiro tempo, a Portuguesa não conseguiu passar pela forte marcação do adversário. No entanto, o golpe acordou a equipe, que engatou uma virada avassaladora e venceu por 4 a 2 nesta terça-feira no Canindé. O poder de reação foi exaltado, mas o elenco alerta para os vacilos que originaram os gols do Barueri. - Tivemos um pouco de dificuldade, mas depois encaixamos. Temos de tomar cuidado, porque não é sempre que vamos conseguir virar. Jorginho sempre nos cobra muito para estar atento – disse o zagueiro Rogério.     Alex Maranhão abriu o placar para o Barueri, depois de um falha na marcação. Só que a Lusa cresceu e virou com gols de Marco Antônio, Edno, Ananias e Ferdinando. O visitante ainda diminuiu a desvantagem com um gol de Willian Henrique, em saída ruim do goleiro Weverton.

Jogadores comemoram um dos gols da vitória da Portuguesa sobre o Barueri (Foto: Ag. Estado)

  O técnico Jorginho elogiou a entrega dos jogadores em campo, mas conta que seus comandados não escaparam das broncas após a partida. Ele queria um placar ainda mais elástico.

- O time teve qualidade e se impôs. O primeiro gol foi um vacilo nosso. O Alex Maranhão virou bem e chutou forte. A equipe ficou um pouco ansiosa, mas depois melhorou e conseguiu dar velocidade para envolver o adversário, mas tomamos dois gols que não era para tomarmos e ainda perdemos uns três ou quatro gols e falei sobre isso com o elenco - disse Jorginho.

O goleiro Weverton admitiu a falha no segundo gol.

- Não era para eu ter saído naquela bola, por isso o atacante conseguiu cabecear. Mas só erra quem está lá dentro, o importante é que conseguimos ganhar.          

veja também