MENU

Jornais ingleses dizem que equipes de F-1 querem cancelamento de GP

Jornais ingleses dizem que equipes de F-1 querem cancelamento de GP

Atualizado: Domingo, 20 Fevereiro de 2011 as 3:11

As equipes de Fórmula 1 querem que o GP do Bahrein, que está marcado para o dia 13 de março, seja cancelado por causa da instabilidade política no país, dizem os jornais ingleses neste domingo. Os países ocidentais estão aconselhando seus cidadãos a não viajarem para a ilha após a violenta repressão aos protestos contra o governo vigente.

De acordo com o "Sunday Times", pelo menos uma das equipes grandes vai boicotar a corrida se as autoridades da Fórmula 1 não a cancelarem. Norbert, pai de Sebastian Vettel, atual campeão da categoria, já cancelou seu voo para o Bahrein. De acordo com o "Daily Mail", os times acham uma irresponsabilidade correr no país do Oriente Médio nestas condições. Entretanto, em caso de boicote, as equipes podem ser punidas pela categoria.

Chefe comercial da Fórmula 1, Bernie Ecclestone disse que o príncipe do Bahrein decidirá se o país tem segurança suficiente para receber a abertura da temporada da categoria, no dia 13 de março. O dirigente acha que Salman bin Hamad bin Isa Al-Khalifa está na melhor posição para julgar a possibilidade de execução do GP. A decisão sobre o caso deve sair na terça-feira.

O Ministério das Relações Exteriores da Grã-Bretanha avisou oficialmente que aconselha a população a não viajar para o Bahrein neste período. Eric Boullier, chefe da Renault-Lotus, também está preocupado com a segurança da prova. Em caso de cancelamento, a prova poderia ser realizada em outra data durante a temporada. Realizar a corrida em outro circuito já está fora de cogitação, por causa da falta de tempo para organizar o GP.

veja também