MENU

Judô: Carlos Honorato volta a sonhar com a seleção brasileira

Judô: Carlos Honorato volta a sonhar com a seleção brasileira

Atualizado: Segunda-feira, 3 Novembro de 2008 as 12

Judô: Carlos Honorato volta a sonhar com a seleção brasileira

Há um ano, o medalhista olímpico Carlos Honorato dava adeus ao sonho de representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de Pequim ao desistir de disputar a Seletiva Final na categoria médio (-90kg). Neste fim de semana, 1 e 2 de novembro, Vitória-ES, recebe a Primeira Seletiva do novo ciclo olímpico do judô brasileiro, Projeto Londres 2012, e Honorato será uma das estrelas, desta vez lutando entre os meio-pesados (-100kg). A seletiva tem início às 10h nos dois dias de disputa no ginásio Jones dos Santos Neves.

"Acho que tenho condições de voltar à seleção brasileira no meio-pesado. Foi um ano inteiro lutando nesta nova categoria. Me sinto treinado e espero conquistar a vaga", diz Carlos Honorato, prata nos Jogos Olímpicos de Sydney 2000.

O judoca explica que o mais difícil foi se adaptar psicologicamente ao novo peso. Com dez quilos a mais, Honorato confessa que a categoria tem atletas fisicamente mais fortes que ele. "Porém, a parte tática é a mesma e o condicionamento físico faz toda a diferença", revela Honorato, que foi vice-campeão do Troféu Brasil 2008 em setembro, perdendo a final apenas na decisão dos árbitros (bandeira) para o reserva da equipe olímpica e medalhista do mundial de equipes Leonardo Leite.

Além de Honorato, outros nomes de peso do judô brasileiro estarão em ação em Vitória. A campeã mundial júnior, Rafaela Lopes, Daniel Hernandes (+100kg), Giullia Penalber (-52kg), Camila Minakawa (-63kg - bronze no Mundial Júnior) e Charles Chibana (-60kg).

No sábado serão realizadas as categorias ligeiro (-48kg feminino e -60kg masculino), meio leve (-52kg feminino e -66kg masculino), leve (-57kg feminino e -73kg masculino) e meio médio (-63kg feminino e -81kg masculino). Já no domingo, a disputa será entre os atletas dos pesos médio (-70kg feminino e -90kg masculino), meio pesado (-78kg feminino e -100kg masculino) e pesado (+78kg feminino e +100kg masculino).

veja também