MENU

Judô: Com 13 medalhas, São Paulo vence o Brasileiro Sênior Individual

Judô: Com 13 medalhas, São Paulo vence o Brasileiro Sênior Individual

Atualizado: Terça-feira, 14 Outubro de 2008 as 12

Judô: Com 13 medalhas, São Paulo vence o Brasileiro Sênior Individual

Com 13 medalhas, sendo cinco de ouro, cinco de prata e três de bronze, o estado de São Paulo ficou com a primeira colocação no quadro geral do Campeonato Brasileiro Sênior Individual, realizado neste sábado, dia 11, em Teresina (PI). O Rio de Janeiro ficou com a segunda colocação, com quatro ouros, duas pratas e cinco bronzes, enquanto Minas Gerais ficou em terceiro, com dois ouros e duas pratas. Os campeões de cada categoria garantiram vaga na Primeira Seletiva Londres 2012, marcada para novembro. Bem organizado, o evento mobilizou a capital piauiense e teve mais 2 mil torcedores nas arquibancadas durante todo o dia.

Algumas surpresas ocorreram na competição. Lutando em casa, Sarah Menezes (-48kg), que representou o Brasil nos Jogos Olímpicos de Pequim, foi superada nas semifinais e terminou na terceira colocação. Denílson Lourenço (-66kg) perdeu a disputa da medalha de bronze e terminou em quinto. A competição também marcou a volta de Daniela Polzin (-48kg) aos tatames. A judoca carioca superou todas as adversárias e conquistou o ouro. Esta foi a primeira competição de Polzin 100% recuperada da cirurgia realizada no joelho esquerdo pouco antes do início do processo seletivo dos Jogos Olímpicos de Pequim.

"Estou feliz e realmente recuperada da cirurgia que sofri no joelho. A competição foi forte e quando me inscrevi não tinha certeza de como poderia ser meu desempenho. Foi ótimo para ganhar confiança, pois definitivamente 2008 foi um ano muito complicado para mim e com certeza o pior da minha carreira de atleta", diz Daniela Polzin, vice-campeã dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro e titular da categoria nos Jogos Olímpicos de Atenas 2004.

A atleta destacou que com este resultado e com a boa recuperação, deve encarar mais um ciclo olímpico.

"Cheguei a pensar em abandonar o judô, mas depois de ser campeã brasileira, sinto que ainda tenho muito caminho para trilhar no esporte", afirma.

veja também