Juíz brasileiro do UFC critíca regras no país: 'Terra de ninguém'

Juíz brasileiro do UFC critíca regras no país: 'Terra de ninguém'

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:17

Árbitro do UFC desde 1999, o brasileiro Mário Yamasaki fez duras críticas à falta de regulamentação de eventos de MMA realizados no Brasil. Segundo ele, alguns seguem sem regras e com arbitragens equivocadas, o que acaba atrapalhando a imagem e o profissionalismo do esporte no país.

- O Brasil é terra de ninguém. Qualquer um pode fazer qualquer coisa. Estou tentando levar as regras do MMA para todo o país. Eu vou a um monte de eventos onde eles não têm sequer os médicos ou os inspetores - questionou Yamasaki, em entrevista ao site americano MMAJunkie.

Em tom de indignação, Mário Yamasaki afirmou, inclusive, que há poucos meses supervisionou a luta de aposentadoria de Royler Gracie, pelo Amazon Forest Combat, e se deparou com um erro clamoroso de um árbitro local.

- Royler perdeu os três rounds e um dos juízes deu a vitória a ele. Após a luta, eu perguntei a ele porque havia feito aquilo e ele me disse: ''É a última luta dele, que fez muito pelo jiu-jítsu'' - revelou.

Ciente de que tem contatos e conhecimento para ajudar na profissionalização do esporte no Brasil, Yamasaki, que vive nos Estados Unidos, disse que espera ajudar na criação de uma comissão atlética para supervisionar os eventos locais. A partir de fevereiro, ele importará o seu curso de formação de árbitro para o país.

- Estou ajudando na criação da comissão e apenas fazendo meus cursos de MMA. Se alguém morre ou se machuca no Brasil, vai ser ruim para o nome do esporte e para o país - finalizou.

No último fim de semana, Mário Yamasaki foi o juiz do duelo entre Brock Lesnar e Alistair Overeem, pelo o UFC 141. O combate foi vencido pelo holandês por nocaute técnico no primeiro round.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições