MENU

Juiz da abertura da Copa promete arbitragem imparcial: ?Não vejo cores?

Juiz da abertura da Copa promete arbitragem imparcial: ?Não vejo cores?

Atualizado: Segunda-feira, 7 Junho de 2010 as 10:56

Na sexta-feira, às 11h, quando África do Sul e México abrirem a Copa do Mundo de 2010, muitos olhos estarão voltados para um apito. Ravshan Irmatov, árbitro do Uzbequistão responsável pela partida de abertura, tem a missão de desmentir as especulações sobre possíveis favorecimentos à seleção da casa. Mesmo proibido pela Fifa de dar entrevistas, o juiz fez questão de avisar que o apito será imparcial.

- Eles nos proibiram de falar sobre a partida, mas o que posso dizer é que não vejo cores. Não vejo quem é o anfitrião, quem é o visitante. Farei o que tenho que fazer, com justiça – afirmou Irmatov ao jornal mexicano “La Afición”.

Na hora de falar sobre o México, contudo, Irmatov cometeu uma gafe:

- Nunca tive a oportunidade de ir ao México, mas sei que são jogadores capazes. E admiro muito Pablo Hermoso de Mendoza – disse, referindo-se ao famoso toureiro, que, na verdade, é espanhol.

O clima para o jogo de estreia não é dos mais amistosos no que diz respeito à arbitragem. Os mexicanos já disseram que têm medo do “apito amigo”, e os sul-africanos responderam dizendo que não serão favorecidos por jogarem em casa.

O uzbeque apitou a final do Mundial Interclubes de 2008, entre Manchester United e LDU. O torneio também teve a participação do mexicano Pachuca.

Postado por: Cristiano Bitencourt

veja também