MENU

Julio Cesar busca inspiração em Marcos: 'Um dos três melhores que vi'

Julio Cesar busca inspiração em Marcos: 'Um dos três melhores que vi'

Atualizado: Quinta-feira, 25 Agosto de 2011 as 9:50

Julio Cesar durante evento do Corinthians

(Foto: Cassio Barco / Globoesporte.com)

  Julio Cesar encontrará um ídolo neste domingo, no clássico entre Palmeiras e Corinthians, às 16h, em Presidente Prudente, pelo Campeonato Brasileiro. Do outro lado do campo estará ninguém menos que Marcos, o santo pentacampeão idolatrado pelos alviverdes. Em uma semana polêmica pelo suposto amor de Kleber pelo Timão na juventude, o goleiro alvinegro não esconde a admiração e o desejo de fazer história, assim como o adversário.

- O Marcos, se não for o melhor, é um dos três melhores que vi jogar. O Buffon (Juventus-ITA) e o Julio Cesar (Inter-ITA) também são bons. Mas me espelho no Marcos. Tenho muitas coisas boas para tirar dele. Tenho um carinho muito especial por ele por sempre ter me tratado muito bem.

Mais do que defesas milagrosas e títulos conquistados com o Verdão ou a Seleção Brasileira, Marcos virou inspiração para Julio Cesar também pela identificação que criou com o Palmeiras. São 19 anos no clube, com 526 partidas disputadas e uma relação de amor eterno com os torcedores.

O goleiro corintiano ainda tem um longo caminho a seguir até atingir um nível semelhante, mas já conta com raízes alvinegras nos 12 anos que tem de clube, passando por todas as categorias de base. Nos profissionais, entre atuações brilhantes e falhas que despertaram certa preocupação da torcida, contabiliza 89 partidas.

O fã Julio Cesar e o ídolo Marcos se reencontrarão domingo (Foto: Marcos Ribolli/ GLOBOESPORTE.COM)

  - O Marcos é um exemplo e uma meta a ser seguida. Pretendo fazer muito pelo Corinthians ainda. Sei que é possível. Hoje em dia, só o goleiro consegue fazer isso. Jogador de linha é bem difícil. Por isso, Marcos e Rogério Ceni são referências.

Julio Cesar só não quer repetir Marcos quando o assunto são as inúmeras lesões que o palmeirense sofreu ao longo da carreira. No mês passado, o goleiro do Timão teve uma luxação exposta no dedo mínimo da mão esquerda. Entretanto, cinco partidas depois, já estava atuando novamente.

- Melhor deixar esse exemplo do Marcos de lado (risos). Mas são coisas que acabam acontecendo. O goleiro só vê a bola. Ele não vê se vai trombar com o atacante, se vai se machucar. Ele só quer impedir a bola de entrar. Tomara que nem ele e nem eu nos machuquemos mais.        

veja também