MENU

Julio César critica postura do goleiro do Mazembe: 'Quer aparecer'

Julio César critica postura do goleiro do Mazembe: 'Quer aparecer'

Atualizado: Quinta-feira, 16 Dezembro de 2010 as 9:06

Ele é a sensação do Mundial de Clubes. Muteba Kidiaba, 34 anos, goleiro do Mazembe, chamou a atenção do planeta por duas razões: a primeira, menor, são as defesas; a segunda, e principal, é a comemoração esquisita, quicando no chão, quando seu time marca gols. Surgiram diferentes versões para o movimento do goleirão: de que é uma dança que ele aprendeu na Costa do Marfim, de que é uma promessa paga a amigos e, por fim, de que é para fazer abdominais. A última teoria incomoda Julio Cesar, o camisa 1 do Inter de Milão, adversário da equipe da República Democrática do Congo na decisão do Mundial.

O goleiro da Seleção Brasileira na última Copa do Mundo vê menosprezo na festa do colega de função. Ele elogia o rendimento de Kidiaba em campo, mas critica o comportamento dele. Para Julio Cesar, o goleiro do Mazembe quer aparecer.

– Sinceramente, eu não sabia o porquê da comemoração. Não sabia se era cultura, se era uma tradição dele, se ele brincava assim com os filhos em casa e queria fazer. Então, eu não julgava. Mas quando soube que ele falou que era para fazer abdominal, pensei: “Pô, brincadeira”. Acho que não é uma coisa muito legal da parte dele. Vamos deixar a parte técnica de lado, porque é bom goleiro, fez bom jogo contra o Internacional, mas acho que ele poderia arrumar outras maneiras de fazer abdominal. Se eu estivesse do lado dos jogadores do Internacional, eu não ficaria muito feliz se soubesse que ele fazia aquilo como abdominal. Acho que ele está aproveitando esse Mundial de Clubes para aparecer um pouquinho. E está conseguindo – disse o goleiro do Internazionale.

O lateral-direito Maicon leva a situação mais na brincadeira. Ele vê graça na comemoração.

– Por aquela comemoração, o abdominal dele deve estar sacanagem. Não é fácil comemorar daquele jeito. Mas é engraçado. O povo africano sempre foi divertido. A gente gosta. Vendo uma comemoração como aquela, não é normal. Esperamos que ele não possa comemorar no sábado – disse o jogador brasileiro.

Abdominais à parte, Kidiaba fechou o gol contra o Inter. Defendeu chutes à queima-roupa de Rafael Sobis e Giuliano. E ficou com vaga na final do Mundial.

Por: Alexandre Aliatti

veja também