MENU

Julio Cesar estuda pênaltis, mas teme cobranças de faltas de Elano: 'Chatas'

Julio Cesar estuda pênaltis, mas teme cobranças de faltas de Elano: 'Chatas'

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 11:06

Julio Cesar defende pênalti do Palmeiras (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

  Já virou rotina no Corinthians o treinamento de cobranças de pênaltis após alguma atividade em um dos campos do CT Joaquim Grava. Herói alvinegro nas semifinais contra o Palmeiras, ao agarrar o chute de João Vitor, o goleiro Julio Cesar gasta o tempo na semana que antecede a decisão observando vídeos dos batedores santistas. Mas não são apenas as penalidades que preocupam. O goleiro quer atenção também com as faltas cobradas por Elano.

- É importante estudar as bolas paradas do Elano. São chatas. Já vi todos os pênaltis dos Santos esse ano. São poucos batedores: Neymar, Elano e Zé Eduardo. Vou rever. Mas o importante são as bolas paradas, porque o Elano dá muito trabalho – afirmou.

Desde a classificação para a segunda fase do Campeonato Paulista, o técnico Tite vem exigindo muito treinamento em penalidades, tanto para goleiros quanto para cobradores. O aproveitamento, aliás, foi satisfatório diante do Verdão. Todos os cobradores (Chicão, Leandro Castán, Willian, Fábio Santos, Morais e Ramírez) converteram. Julio Cesar pegou um, e o Alvinegro garantiu a vaga na final.

Apesar do bom retrospecto nas semifinais, Julio Cesar não quer passar novamente pela angústia de decidir fora do tempo normal (assista ao vídeo com as cobranças no duelo com o Palmeiras). Os pênaltis voltarão caso Timão e Peixe empatem novamente por qualquer placar. O segundo confronto está marcado para domingo, às 16h, na Vila Belmiro.

- Estamos indo para resolver nos 90 minutos. Sabemos que a Vila é um caldeirão, lá nunca é fácil. Eles querem vencer, independentemente do cansaço – ressaltou.

Mesmo esperando por uma grande pressão santista, o Corinthians não vê problema em decidir o Paulistão na casa do adversário. No ano passado, já na reta final do Campeonato Brasileiro, o Timão derrotou o rival por 3 a 2 no litoral.

- Nossa equipe é madura e sabe jogar na adversidade. Time que quer ser campeão precisa jogar em qualquer lugar com frieza e maturidade. Contra o Palmeiras, não foi fácil jogar com a torcida contra – finalizou o camisa 1.

veja também