MENU

Junior Cesar nega crise e exalta clássico: 'Não é jogo normal'

Junior Cesar nega crise e exalta clássico: 'Não é jogo normal'

Atualizado: Quarta-feira, 14 Setembro de 2011 as 2

Pela presença maciça da imprensa na sala de coletiva do Ninho do Urubu, a quarta-feira parecia dia seguinte à conquista de título. Mas, não. Câmeras e microfones estavam voltados para explicação da crise de um time que não vence há oito jogos e que mais errou passes no Brasileirão, com 859 até a última rodada. Se há algumas partidas os jogadores respondiam sobre título, invencibilidade e boa fase, agora eles colocam o jogo de domingo contra o Botafogo como final de campeonato, saem em defesa de Vanderlei Luxemburgo e viram analistas e bombeiros da crise rubro-negra.

Junior Cesar foi o responsável por esclarecer alguns bastidores do momento do Flamengo.

Junior Cesar foi bombardeado de perguntas no Ninho (Foto: Janir Junior / GLOBOESPORTE.COM)

  - Os questionamentos são normais, e a responsabilidade é de todos, jogadores e comissão técnica. Não tem jogador aborrecido com o Luxemburgo por conta de concentração. Ele é o comandante e acatamos o que ele determina. É um cara superbacana. Ganhando domingo, tudo se normaliza – declarou Junior Cesar diante de um batalhão de jornalistas.

O lateral-esquerdo admitiu que o clássico de domingo, com o Botafogo, ganhou novos ares além da rivalidade já existente.

- Não é um jogo normal, temos ciência da situação que nos encontramos. A pressão existe sempre, temos que saber como sair dessa fase.

Questionado sobre a mudança do teor das perguntas de acordo com a queda de rendimento da equipe, Junior Cesar admitiu que a alternância faz parte do esporte.

- Temos que ter tranquilidade. O futebol é gostoso por causa disso. Há um tempo, estávamos aqui respondendo sobre a possibilidade de ser campeão invicto, agora estamos falando sobre a necessidade de voltar a vencer.

Por fim, o lateral admitiu que o time ainda tem forças para reverter a situação desfavorável.

- Não vamos jogar a toalha. Estamos a sete pontos do Corinthians, mas não podemos pensar nos outros times. Temos que fazer nosso dever de casa – completou.

Na história do Brasileirão, o Rubro-Negro nunca teve uma sequência de nove jogos sem vitória. Caso tropece diante do Botafogo, o time quebrará o recorde negativo.          

veja também