MENU

Kleber ataca rubro-negros no Twitter

Kleber ataca rubro-negros no Twitter

Atualizado: Sexta-feira, 22 Julho de 2011 as 12:23

O atacante Kleber decidiu comentar pelo Twitter a repercussão do lance em que foi acusado de falta de fair play pelos rubro-negros. Nos minutos finais do jogo contra o Flamengo, o Gladiador chutou a gol depois de uma indefinição sobre de quem seria a posse de bola em lance paralisado para atendimento ao lateral Junior Cesar.

- Lendo algumas declarações de alguns jogadores, vi que alguns têm sido muito homem no microfone. Respeito muito o Flamengo e sua torcida, mas tem um jogador falando demais. Espero que ele seja homem de falar na minha cara quando me encontrar - disse, sem especificar para quem era o recado.  Na saída de campo, Renato e Welinton criticaram o atacante pela atitude. No dia seguinte, Willians também lamentou o fato.

Em uma sequência de nove tweets, o Gladiador ironizou o Flamengo duas vezes. Primeiro, lembrou a falta que recebeu de Welinton próximo à linha da área no primeiro tempo. Depois, disse que o Brasileirão tem sido marcado pela falta de jogo limpo. Em 2009, o Grêmio foi criticado por escalar reservas contra os rubro-negros no jogo que deu o título ao clube da Gávea. Na penúltima rodada, o time venceu o Corinthians, que foi acusado de não ter interesse em ajudar o São Paulo, concorrente do Flamengo naquela ocasião.

- Já que vocês são tão a favor do fair play, por que não pediram para o juiz dar a falta que ele não deu na entrada da área? Pelo contrário, ainda pediram cartão para mim. Só quero ver se alguém vai falar de fair play nas últimas rodadas do campeonato. Porque a gente já viu que em alguns jogos no final do campeonato rolam muito boatos de mala branca e mala preta, e muitos jogadores não se esforçando para ganhar. Então, chega de papinho. 

Kleber repetiu que não considera ter errado.

- Vi muita gente criticando e muitos falando que eu estava certo, porque a bola era nossa e os jogadores do Flamengo (estavam) fazendo cera para empatar.            

veja também