MENU

Leandro Damião cria intimidade com o Gre-Nal. Até na padaria...

Leandro Damião cria intimidade com o Gre-Nal. Até na padaria...

Atualizado: Sexta-feira, 2 Dezembro de 2011 as 10:32

Damião acredita que os Gre-Nais podem mudar a

vida das pessoas (Foto: VIPCOMM) Leandro Damião não corria ao Olímpico ou ao Beira-Rio para ver Gre-Nais quando criança. Não pegava ônibus no centro de Porto Alegre - os mandantes no Largo Glênio Peres e os visitantes na rua Uruguai, para não dar confusão. Não chegava cedo ao estádio para garantir um lugar mais central, talvez com sol, fugindo daquele frio do inverno. Ele nasceu em São Paulo. Cresceu sendo corintiano. Quando menos percebeu, estava na capital do Rio Grande do Sul. E mergulhado no clássico da cidade.

Damião criou intimidade com o Gre-Nal. Ele vive o clássico como se fosse gaúcho. Não tem dúvidas de que quando entra em campo para duelar com o Grêmio, está vivenciando a maior rivalidade do Brasil.

E a largada tem sido boa. Damião disputou cinco Gre-Nais. Tem três gols, um em cada clássico do Gauchão de 2011. No elenco vermelho, só não marcou mais gols que Índio (seis) e D'Alessandro (cinco), bem mais vividos na partida.

- Gre-Nal é jogo diferente. Todo jogador fica mordido. Não lembro quantos eu disputei, mas acho que só neste último eu fiquei sem fazer gol. É um jogo que decide o futuro de muitas pessoas – comentou o jogador.

O goleador já percebeu que é um clássico diferente de tudo. É assim que ele trata o jogo. E chega a envolver os familiares nisso.

- Sempre trago minha família para assistir aos jogos. É um jogo que todo mundo quer jogar. É o sonho de cada criança que nasce nesse estado. Pude vir para cá e viver isso.

O ambiente que cerca Leandro Damião não para de dar sinais sobre a importância do jogo. Ele vê mensagens em tudo que é lugar. Até na padaria...

- Se saio para comprar um refrigerante na padaria, vejo as pessoas falando que tem que vencer. Acho que no país não tem nenhum clássico igual. Esse estado tem dois grandes clubes.

O clássico de domingo é decisivo para Damião. Se o Inter vencer, estará na Libertadores de 2012 – desde que ou o Coritiba não vença o Atlético-PR, ou o Flamengo perca para o Coritiba.          

veja também