MENU

Leandro Damião, em média de gols, supera até Messi em 2011

Leandro Damião, em média de gols, supera até Messi em 2011

Atualizado: Segunda-feira, 14 Março de 2011 as 9:49

Claro que enfrentar o Ypiranga é bem diferente de enfrentar o Arsenal. Claro que o infinito separa Leandro Damião dos principais craques do futebol europeu. Claro que a média é feita em cima de quantidades muito diferentes de jogos. Claro que é impossível o centroavante do Inter manter sua atual rotina de gols na temporada. Mas os números servem para escancarar quão inacreditável é o início de 2011 do jogador colorado. Os dados de Leandro Damião, em média, feitas todas as ressalvas necessárias, superam até os de Lionel Messi.

O camisa 9 vermelho fez poucos jogos em 2011. Jogou apenas sete vezes, muito menos do que a turma que atua na Europa. E marcou 12 gols. A média é de 1,7 por jogo. Damião só não deixou as redes balançando em uma partida na temporada, o empate por 1 a 1 com o Emelec em Guaiaquil. Em três oportunidades, marcou três gols no mesmo jogo – diante de Pelotas, Ypiranga e Caxias, sempre pelo Gauchão.     Comparando universos bem diferentes, Messi, na temporada 2010/2011, tem incríveis 42 gols em 38 jogos. A média é de 1,1 gol por partida. A de Cristiano Ronaldo, astro do Real Madrid, é de 0,92 por jogo – 37 gols em 40 jogos. Nas ligas locais no Velho Continente, a melhor média é de Garra Dembele, do Levski Sofia, da Bulgária, com 1,2 gol por partida. A de Damião é maior.

Os números do centroavante caem bastante quando é analisada toda sua trajetória no Inter. Aí são 24 gols em 42 jogos, com uma média de 0,57 por partida – bastante inferior à dos craques europeus. Seja como for, o centroavante encanta o clube gaúcho na largada de 2011.

- Ele vale muito. Muito mesmo. Está fazendo jus a toda essa badalação. Ele tem uma cabeça boa. Veio em abril de 2009 para o Inter, se consolidou em 2010 e agora vem fazendo grandes gols – disse o presidente do clube, Giovanni Luigi.     O rendimento fez Damião desbancar medalhões do elenco colorado. Em sua reserva, atualmente figuram atletas como o argentino Cavenaghi, contratação mais balada do clube em 2011, Rafael Sobis, ídolo dos colorados, e Alecsandro, outro com boa média de gols – 0,47 por partida. É por isso que o técnico Celso Roth, questionado sobre a possibilidade de o jogador deixar o time, foi direto neste domingo.

- Não tenho motivo para pensar nisso. Vou pensar nisso por quê? Por que vou tirar um jogador que faz três gols por jogo? Vamos deixar o Damião jogar...

O jogador, antes reserva de Alecsandro, virou titular do Inter na largada de 2011. Ele não teve categorias de base. Era jogador de várzea. Nos treinos, vem procurando recuperar o tempo perdido, e sente que está evoluindo. Damião cita a capacidade de antecipação aos zagueiros e o maior apuro sobre como bater na bola frente a frente com o goleiro como pontos de crescimento em seu futebol na comparação com 2010.      

veja também