MENU

Leandro Guilheiro abraça pressão por ouro no Grand Slam do Rio

Leandro Guilheiro abraça pressão por ouro no Grand Slam do Rio

Atualizado: Terça-feira, 14 Junho de 2011 as 3:18

Leandro Guilheiro comemora vitória no judô (Foto: EFE)

  O judoca paulista Leandro Guilheiro não está preocupado com a pressão para vencer em casa na categoria até 81kg no Grand Slam de Judô do Rio de Janeiro, neste fim de semana no Maracanãzinho. Apesar de ter se poupado da etapa de Moscou do circuito mundial para participar do evento carioca, trazendo mais peso para a competição, que vale pontos para o ranking olímpico, Guilheiro foca apenas em si mesmo e abraça a responsabilidade extra por lutar no país.

Medalha de bronze nos últimos dois Jogos Olímpicos, Guilheiro desistiu de disputar o Grand Slam de Moscou, no final de maio, por conta de uma contratura muscular na coluna lombar. Segundo o judoca, a lesão era apenas um incômodo e ele voltaria a treinar dois dias depois da desistência, decisão tomada para não correr o risco de agravar a contusão e perder a etapa carioca. O brasileiro está recuperado para lutar em casa, mas colocou mais pressão sobre seu desempenho no Rio para manter a boa colocação no ranking internacional, que classifica às Olimpíadas de Londres-2012 - na semana passada, ele aparecia na segunda colocação na lista.

A responsabilidade, entretanto, é encarada com naturalidade por Guilheiro, que garante que lutar no país traz mais benefícios do que pressão.

- Tudo o que tem pressão, para mim, é bom. Estou num momento em que não me sinto pressionado por nada, estou confiante. Fica mais fácil de lutar bem em casa, pois você sente o calor do público, vê gente que te conhece e treina contigo na plateia. Tem a questão do deslocamento pra competição ser certo, comer nossa própria comida, adaptação ao clima... Só vejo vantagens - analisou.

 

O judoca reconheceu, por outro lado, que nem sempre foi tão bem resolvido quanto às expectativas em torno de uma competição e que era muito ansioso quando garoto. Aos 27 anos de idade, descobriu que a receita do sucesso é o foco em si próprio, sem pensar muito à frente. Por isso, não se preocupa com o ranking olímpico ou em eleger seus maiores obstáculos no torneio.

- Se você para pra pensar no ranking e fazer contas, perde tempo e foco. Quando penso muito no outro competidor, dou força pra ele. Todos que estão na chave são meus principais concorrentes. No Grand Slam do ano passado, perdi para um cara da Croácia que não era conhecido e depois não fez muita coisa. Hoje, todos os judocas participam do circuito e têm qualidade - explicou o brasileiro.

O SporTV 2 transmite o Grand Slam de Judô ao vivo no próximo sábado a partir de 16h (horário de Brasília), com narração de Daniel Pereira e comentários de Angelo Paiva.      

veja também