MENU

Léo diz que Cruzeiro não pode se intimidar diante da torcida rival

Léo diz que Cruzeiro não pode se intimidar diante da torcida rival

Atualizado: Quarta-feira, 10 Novembro de 2010 as 1:32

Na disputa pelo título do Campeonato Brasileiro, pequenos detalhes poderão fazer a diferença. Um deles certamente será a presença da torcida empurrando o time no estádio. Neste sábado, às 19h30m (de Brasília), o Cruzeiro enfrentará o Corinthians, no Pacaembu, em São Paulo. E a expectativa é de casa cheia, já que o torcedor alvinegro tem corrido atrás dos ingressos de forma frenética. Mesmo com a promessa de estádio lotado de corintianos, o zagueiro Léo acredita que o Cruzeiro terá condições de conquistar um grande resultado na capital paulista.

- O Corinthians é um time de muita qualidade. A torcida vai levantar o time, vibrar bastante, encher o estádio. Mas a gente tem que estar preparado psicologicamente, fisicamente e tecnicamente. Temos que ter tranquilidade. Temos que jogar bem para sair de São Paulo com os três pontos.

Embolados nas primeiras posições, ambos com 60 pontos, o confronto será fundamental para as pretensões de título de mineiros e paulistas. O Timão, vice-líder, leva a melhor no saldo de gols: 21 a 12. Na frente de Corinthians e Cruzeiro, segue o Fluminense, com 61 pontos. Léo, ciente da importância do jogo, espera uma partida bem disputada.

- Até mesmo pelos dois times, que são de qualidade, que jogam, que colocam os jogadores para frente, será um grande jogo, bem jogado. Temos totais condições de ir lá e conseguir um grande resultado.

Dois ou três?

Ainda é dúvida a forma que o técnico Cuca irá escalar o time titular, principalmente no setor defensivo. O treinador ainda definirá ao longo da semana se o time entrará com dois ou três zagueiros. Obediente, Léo apenas disse que o bom futebol deverá acontecer de qualquer jeito. Na última rodada, contra o Vitória, o Cruzeiro entrou com três jogadores na zaga: Edcarlos, Léo e Gil.

- Ainda não sabemos. Independentemente de jogar com dois ou três zagueiros, é tranquilo. Vamos jogar com o mesmo entrosamento, mas o Cuca ainda não definiu. Na verdade, nosso papel é esse.

veja também