MENU

Lesão sofrida por Rhodolfo traz novo problema na zaga para Adilson

Lesão sofrida por Rhodolfo traz novo problema na zaga para Adilson

Atualizado: Quinta-feira, 11 Agosto de 2011 as 11:23

Os jogos vão passando e a defesa do São Paulo continua dando dor de cabeça ao técnico Adilson Batista, que não sabe como vai montar o setor na partida do próximo sábado, contra o Atlético-PR, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo, que será realizado no estádio do Morumbi, a partir das 18h30m, poderá dar ao Tricolor a liderança provisória da competição em caso de vitória.

Luiz Eduardo, que sofreu recentemente uma fratura na mão esquerda, ainda tem mais duas semanas de recuperação pela frente. Xandão, que sofreu um estiramento muscular na derrota para o Vasco, está em processo de fortalecimento e dificilmente terá condições de jogo. Para piorar, Rhodolfo sentiu um desconforto na coxa esquerda e deixou a partida contra o Ceará no intervalo. Nesta quinta, ele fará um exame para diagnosticar se houve lesão.

A situação é tão ruim que os volantes Rodrigo Caio e Denilson, que poderiam ser improvisados na posição, estão fora de combate. O primeiro tem uma lesão no joelho, enquanto o segundo cumprirá o segundo jogo de suspensão imposto pelo STJD da CBF pela expulsão na partida contra o Coritiba, realizada no dia 27 de julho.

João Filipe é o único beque à disposição para o jogo de sábado (Foto: Rubens Chiri / Site oficial do SPFC)

  Hoje, o treinador montaria a zaga com João Filipe e Iván Piris, que teria de sair da lateral. Embora não seja da posição, o paraguaio se colocou à disposição da comissão técnica para ajudar.

- Eu joguei como zagueiro pelo Cerro Porteño na Copa Sul-Americana de 2009. Se o nosso treinador precisar de mim, estou pronto – garantiu o paraguaio.

Rhodolfo ainda tem esperança de atuar contra o Atlético-PR, sua ex-equipe.

- Eu senti uma dor quando fui dar o combate em um lance no meio-campo. Preferi sair para não correr o risco de estourar e ficar mais um mês parado, como foi na outra lesão. Fiz gelo no vestiário, tenho dois dias para me tratar e espero que possa ajudar meus companheiros, já que a situação na zaga não é fácil – lembrou o beque.

Adilson terá apenas um treino para montar o time para o próximo jogo (Foto: Jarbas Oliveira / Vipcomm)

  Adilson Batista, por sua vez, pede tempo para pensar na situação.

- Eu sei que é uma questão importante para vocês (jornalistas), mas primeiro vou descansar. Mas vou encontrar uma solução dentro do nosso elenco. Não tenho problemas apenas na defesa, mas vou achar um time que possa brigar pela liderança do Campeonato Brasileiro – concluiu o comandante são-paulino.          

veja também