MENU

Líbero Serginho admite possibilidade de não jogar mais pela seleção

Líbero Serginho admite possibilidade de não jogar mais pela seleção

Atualizado: Sexta-feira, 25 Fevereiro de 2011 as 3:24

"Sei que vou sentir falta de tudo, mas estou ciente de que precisamos preparar alguém para 2016". As palavras de Serginho, líbero do Sesi e titular absoluto da seleção brasileira até passar por uma cirurgia de hérnia de disco, no ano passado, parecem ser definitivas. Em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM, o jogador não escondeu a preocupação com sua condição física e admitiu a possibilidade de não atuar mais pela equipe comandada pelo técnico Bernardinho.

- A possibilidade existe, e minha ideia seria, realmente, não continuar. Mas vou pensar direito, conversar pessoalmente com o Bernardinho para saber se vou ser útil para a seleção e no que eu poderei ajudar de verdade o time - revelou o líbero.

Serginho, atualmente na disputa da Superliga, passou por uma cirurgia de hérnia de disco em julho de 2010, e desde lá vem diminuindo o ritmo nos jogos, apesar de estar livre das dores. O atleta fala em "motivação" como principal questão a ser avaliada antes de atuar novamente pela seleção.

- Se eu estiver me sentindo bem e preparado para jogar, vou jogar. Se eu puder ajudar, vou ajudar até o fim. Quero ver como vai estar meu estado, se vou estar motivado - argumentou.

A posição de Bernardinho, dos colegas de equipe e dos filhos é a mesma: ninguém quer ver o líbero fora das quadras. Serginho conta que o técnico, na única conversa que tiveram - por telefone ,- compreendeu o ponto de vista do jogador, mas pediu que ele não desista.

- Ele disse que não espera isso de mim e que ainda tenho muito para dar. Mas em nenhum momento eu cheguei e falei que ele não precisava me convocar porque eu não iria mais - conta Serginho.

Outro argumento do atleta para sua saída do time é que os novos jogadores que estão surgindo na posição precisam se preparar para vestir a camisa verde e amarela, principalmente visando às Olimpíadas de 2016.

- Vai chegar uma hora que a seleção vai precisar agregar atletas mais jovens, e eles precisam treinar muito para adquirir experiência e ter a chance de jogar. É uma responsabilidade gigantesca jogar nessa posição. Não é fácil - diz Serginho.

Serginho não aponta um substituto, mas cita Mário Júnior (líbero titular na conquista do título da Liga Mundial e do Mundial da Itália, em 2010) e Allan como os jogadores mais preparados para atuar no lugar dele.    

veja também