MENU

Líder São Paulo pega o desesperado Ceará para quebrar escrita nacional

Líder São Paulo pega o desesperado Ceará para quebrar escrita nacional

Atualizado: Domingo, 19 Junho de 2011 as 10:38

Ceará e São Paulo sonharam com voos mais altos no primeiro semestre. Ambos priorizaram a Copa do Brasil, que é o caminho mais curto para a Taça Libertadores da América de 2012. Ambos, no entanto, viram seus projetos se transformarem em um grande pesadelo. O time do Nordeste foi eliminado na semifinal pelo vice-campeão Coritiba, enquanto que o Tricolor paulista caiu diante do Avaí, ainda na fase de quartas de final.

Vagner Mancini, do Ceará, e Paulo César Carpegiani, do São Paulo,

serão adversários na tarde deste domingo, em jogo que será

realizado em Fortaleza, pelo nacional (Foto: Montagem sobre foto da VIPCOMM)

  O tempo passou, o Campeonato Brasileiro começou e o time do Morumbi, comandado pelo prestigiado Paulo César Carpegiani, soube se reconstruir mais rapidamente. Tanto que, após quatro rodadas, o São Paulo é o líder isolado, com 100% de aproveitamento, fruto de quatro vitórias em quatro partidas disputadas. Já o Ceará ocupa a perigosa 16ª colocação, com apenas quatro pontos, um a mais que o Coritiba, que é o primeiro time integrante da zona de rebaixamento. E esse "duelo de opostos" é um dos destaques da quinta rodada do nacional, o que pode valer uma marca história ao time paulista que, se ganhar, será a primeira equipe desde o início da era dos pontos corridos (em 2003) a conquistar cinco vitórias consecutivas.

A bola vai rolar no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, a partir das 16h e terá transmissão da TV Globo para os estados de  SP, PE e as cidades de Porto Alegre-RS e Juazeiro do Norte-CE. Outra opção é acompanhar o duelo pelo Canal Premiere 2, através do sistema pay-per-view. A arbitragem da partida ficará por conta do paranaense Edivaldo Elias da Silva, que será auxiliado pelo também paranaense Roberto Braatz e por Márcia Lopes Cateano (RO).

Ceará: no time da casa, não existe outro resultado que interesse se não a vitória. O time vive momento ruim dentro do Brasileirão e, após a goleada sofrida diante do Atlético-GO, a torcida já está ficando desconfiada da qualidade do elenco.

São Paulo: ninguém podia imaginar que, pouco mais de um mês depois de ser inesperadamente eliminado pelo Avaí, o São Paulo seria líder do Campeonato Brasileiro, com 100% de aproveitamento, dono da melhor defesa e do terceiro melhor ataque. Se vencer, além de conquistar sua quinta vitória consecutiva, poderá disparar ainda mais na primeira posição.

Ceará: durante a semana, o treinador Vágner Mancini só realizou dois coletivos. E em ambos colcou a seguinte formação: Fernando Henrique; Diego Macedo, Erivélton, Sacoman e Vicente; Heleno, João Marcos, Eusébio e Thiago Humberto; Osvaldo e Iarley.

São Paulo: o técnico Paulo César Carpegiani só não repetirá a escalação do último jogo porque Dagoberto, com indisposição estomacal, não jogará. Henrique será o substituto. O time entrará em campo com: Rogério Ceni; Jean, Xandão, Luiz Eduardo e Juan; Rodrigo Souto, Wellington, Casemiro e Lucas; Henrique e Marlos.

Ceará:  Michel não treinou com o grupo de jogadores durante toda a semana. O volante sente dores musculares. Segundo o departamento médico do clube, o jogador está fazendo fisioterapia, mas não deve ser desfalque para o duelo diante do São Paulo, no domingo. Boiadeiro mais uma vez fica fora, ainda no departamento físico, com problemas no tornozelo. Geraldo e Fabrício também sentem a coxa, seguem em tratamento e são dúvidas.

São Paulo: ainda não será desta vez que Paulo César Carpegiani  poderá contar com força máxima. Na defesa, Rhodolfo, com um estiramento na coxa esquerda e Miranda, com lesão no tornozelo esquerdo, são desfalques mais uma vez. No ataque, estão fora de combate Fernandinho (dores na perna direita) e Luis Fabiano (segue em recuperação da cirurgia sofrida em um tendão próximo ao joelho direito). Dagoberto foi o problema de última hora, e nem viajou com o grupo.

Ceará: Eusébio

São Paulo: Juan, Rodrigo Souto e Wellington.

Ceará:  mais uma vez, o atacante Osvaldo é a maior esperança da torcida. O jovem talento do Vovô teve bom rendimento durante os coletivos da semana e merece atenção especial da defesa são-paulina.

São Paulo: a partida deste domingo, que será disputada em Fortaleza, será a última oportunidade do torcedor são-paulino ver o meia Lucas em ação por um bom tempo. O camisa 7 se apresentará na segunda-feira ao técnico Mano Menezes, da Seleção Brasileira principal, para a disputa da Copa América da Argentina. Se a equipe for bem no principal torneio das Américas, a joia tricolor ficará fora das seguintes partidas: Corinthians (26/6), Botafogo (30/6), Flamengo (06/7), Cruzeiro (09/7), Internacional (17/7), Atlético-GO (23/7) e Coritiba (27/7).

Fernando Henrique, goleiro do Ceará: "Espero não tomar gols do Rogério. No ano passado quando defendia o Fluminense, ele fez um gol em mim de pênalti. Agora é outra história. Estamos concentrados e cientes que este será um jogo importantíssimo e que vamos buscar os três pontos a qualquer custo"

  Paulo César Carpegiani, técnico do São Paulo: "Vamos sair para buscar o resultado. Enfrentar o Ceará não é fácil, no ano passado perdemos por 2 a 0 em um jogo que sobraram problemas. Das quatro peças titulares da defesa, só pude contar com o Miranda e, após ter feito as três alterações, perdi o Fernandinho, machucado. Hoje o momento é diferente, respeitamos o Ceará, mas temos que impor o nosso ritmo"

* A história do confronto mostra ampla vantagem do São Paulo, que venceu sete das 11 partidas disputadas. O Ceará ganhou duas vezes e dois duelos terminaram empatados. Os tricolores marcaram 24 gols e sofreram 14 tentos.

* O Ceará buscará a sua primeira vitória em casa no Campeonato Brasileiro. Até agora, o time comandado por Vagner Mancini perdeu para o Vasco e empatou com o Botafogo.

* Nunca houve um empate sem gols nos duelos entre as duas equipes. Os dois empates foram registrados no dia 17/09/1972 (1x 1) e 27/04/1980 (3 x 3).

Os dois times se encontraram pela última vez no dia 24 de outubro do ano passado, em partida disputada no estádio Castelão, que hoje está fechado para obras visando a Copa do Mundo de 2014. Jogando diante de sua torcida e com forte calor como aliado, o time da casa não teve a menor dificuldade para vencer por 2 a 0, gols marcados por Magno Alves e Diego Sacoman.            

veja também