MENU

Liga discute fórmula do próximo NBB e anuncia 18 equipes inscritas

Liga discute fórmula do próximo NBB e anuncia 18 equipes inscritas

Atualizado: Segunda-feira, 19 Julho de 2010 as 2:50

A Liga Nacional de Basquete (LNB) realizou uma assembleia neste sábado para definir o rumo da terceira edição do NBB, na temporada 2010/2011. A principal novidade foi o número de equipes inscritas: 18, quatro a mais do que no ano passado. Entre elas, o destaque é a volta do Uberlândia, que tem um título brasileiro e outro sul-americano no currículo. As outras são Nova Iguaçu (RJ), Limeira (SP), e Rio Claro (SP), que entrou com o pedido de inscrição na última hora.

A lista final de equipes, no entanto, só deverá ser confirmada na próxima semana. As equipes passarão por um processo de avaliação da LNB para saber se têm condições de disputar a competição, que tem início previsto para o dia 30 de outubro.

A Liga discute ainda uma possível mudança no esquema de disputa da fase final, com um jogo único de decisão após o confronto entre as melhores equipes do campeonato, em busca de mais audiência. A ideia, no entanto, ainda depende da aprovação das equipes.

O presidente da LNB, Kouros Monadjemi, afirmou que a expectativa para a terceira edição do NBB é que haja um número maior de equipes com condições de disputar o título nacional.

- O NBB está crescendo e se fortalecendo mais ainda. Acho que, apara este ano, deveremos ter oito equipes de primeiro nível, com condições de vencer o campeonato. Todos estão se reforçando, trazendo gente de fora, com nomes na seleção. Tudo leva a crer em um sucesso ainda maior.

Com exceção do Brasília, atual campeão e que passa por um processo de reformulação depois da perda do patrocínio para o Uberlândia, representantes de todos os clubes participaram da Assembleia. Na reunião, foi apresentado o balanço financeiro da temporada 2009/2010 e houve uma discussão sobre os erros e acertos da edição. De acordo com Arnaldo Szpiro, diretor de basquete do Flamengo, a maior lição foi a mostra de maturidade da liga.

- A liga está crescendo de volume. Acho que teremos seis ou sete times que vão brigar pelo título. Mas a maior lição que ficou foi a de maturidade, por conta da confusão do terceiro jogo da final, em Brasília. A Liga tomou uma atitude rápida, que serviu para mostrar que o campeonato veio para ficar.

Entre as equipes novatas, a liga ainda mostra uma certa insegurança sobre a estrutura destes clubes. Representante do Nova Iguaçu, que irá se chamar Queimados/IBC, Keller Cardozo afirmou que o time chegou a fazer uma aliança com o Tijuca, mas que, na última quinta-feira, o acordo acabou desfeito. Agora, conta com uma parceria com a prefeitura de Queimados, município vizinho, na Baixada Fluminense, para ter condições de estrear no NBB.

- Estrutura nós temos. Tínhamos uma aliança com o Tijuca, que não foi à frente. Nosso plano B era a Prefeitura de Queimados, que começou a nos apoiar. É um município que está construindo um nome no basquete, em competições escolares, e está recebendo o investimento de muitas indústrias. Nosso ginásio vai entrar em reforma na semana que vem. Ainda estamos no processo de montagem da equipe, mas temos alguns nomes – afirmou.

veja também