MENU

Livre do rodízio, Rhodolfo festeja boa fase e espera que Alex Silva continue

Livre do rodízio, Rhodolfo festeja boa fase e espera que Alex Silva continue

Atualizado: Quinta-feira, 17 Março de 2011 as 3:35

De olho nos jogadores que terá à disposição no segundo semestre, o técnico Paulo César Carpegiani aproveitou as últimas duas partidas do São Paulo no Campeonato Paulista, contra Ituano e Santo André, para promover um rodízio na zaga. Primeiro, não atuou Alex Silva, cujo contrato de empréstimo vai até o fim de julho. Na partida seguinte, quem não jogou foi Miranda, que deixará o Tricolor no mesmo período para vestir a camisa do Atlético de Madri. Livre do revezamento, Rhodolfo cada vez mais se firma no setor que, nas últimas seis partidas, levou apenas um gol.     - Não esperava ter essa sequência logo no começo. Não tinha feito pré-temporada no Atlético-PR. Cheguei depois aqui e estava começando a pegar ritmo. Acho que até por isso que o Carpegiani me deixou no time. Eu não consegui nada sozinho aqui. Tive a ajuda dos meus companheiros. O time todo está de parabéns – afirmou o camisa 4.

Os números comprovam o crescimento da defesa a partir da chegada de Rhodolfo. Antes, o time havia levado dez gols em sete partidas, média de 1,42 gol por partida. A partir do momento em que o defensor entrou, o time disputou outras sete partidas e Rogério Ceni foi vazado apenas três vezes, média de 0,41 gol por jogo. O defensor lamenta a saída de Miranda e diz que, para a defesa manter o ótimo desempenho, seria importante segurar Alex Silva no Morumbi.

- Segurar o Alex é importante, ele é um cara fundamental, fala muito com o grupo e passa confiança. Quanto ao Miranda, espero que ele possa sair daqui por cima, com mais um título conquistado – ressaltou o jogador.

Nas três últimas partidas da equipe, o técnico Paulo César Carpegiani escalou o time com três zagueiros, mas no esquema 4-4-2, com Xandão fazendo o papel de um falso lateral pela direita. No coletivo da última quarta, ele usou o 3-5-2. Rhodolfo se diz preparado para os dois esquemas e não vê problema em ocupar a vaga que era de Xandão.

- Por mim, se precisar, estou à disposição. Já joguei nessa posição em algumas partidas no Atlético com o Carpegiani. Posso jogar também pelo lado esquerdo, caso seja necessário – lembrou o são-paulino.      

veja também