MENU

Lorenzo: "Não tive crise com Rossi, não somos apaixonados"

Lorenzo: "Não tive crise com Rossi, não somos apaixonados"

Atualizado: Sexta-feira, 21 Maio de 2010 as 4:46

Após duas temporadas de polêmicas entre os companheiros de equipe na Yamaha, nesta sexta-feira Jorge Lorenzo rebateu com ironia uma afirmação bem-humorada que Valentino Rossi deu nesta quinta-feira. Após o italiano dizer que o espanhol e ele teriam superado ''a crise dos dois anos'', o líder da temporada 2010 respondeu que não houve crise alguma, pois ''não está apaixonado por ele''.

Rossi declarou nesta quinta-feira, falando sobre o futuro da equipe, que acredita que ambos poderão continuar na escuderia japonesa - os dois precisariam renovar contrato, visto que os atuais se encerram no final da presente temporada, mas, a falta do status de 'principal piloto da equipe' incomoda tanto a Valentino como, principalmente, a Lorenzo.

Ao saber das palavras do piloto nove vezes campeão da MotoGP, o espanhol prontamente respondeu, deixando claro que a relação entre ambos é estritamente profissional, e nem sempre tão respeitosa.

''Para mim nunca existiu crise alguma, nunca estive apaixonado por ele, não teve nenhuma crise'', ironizou Lorenzo. ''Aprecio demais sua qualidade como piloto, mas nunca estive apaixonado fisicamente por ele'', bradou, colocando o companheiro de equipe no mesmo patamar dos demais da categoria, ao menos no quesito pessoal.

''Eu poderia provocar uma crise moral em Valentino se ganhasse duas provas seguidas, mas não penso em abalar moralmente Rossi, e nem os outros pilotos. Só penso em melhorar o meu rendimento na pista'', afirmou.

Deixando a polêmica de lado, o piloto elogiou a pista, mas mostrou alguma preocupação com sua moto. ''Ela (a pista) se adapta muito bem ao meu estilo de direção, mas ao sair das curvas lentas a moto precisa acelerar mais que as de outras equipes. No entanto, ela tem um bom chassi'', afirmou, analisando a performance das equipes rivais no circuito da França.

''A Yamaha lhe permite, caso seja um piloto regular, dar muitas boas voltas seguidas. A vantagem da Honda é a potência que ela tem, a aceleração, e a Ducati é basicamente o mesmo, potência e aceleração'', avaliou.

veja também