MENU

Lotus produz táxis a hidrogênio para as Olimpíadas de Londres, em 2012

Lotus produz táxis a hidrogênio para as Olimpíadas de Londres, em 2012

Atualizado: Quarta-feira, 4 Agosto de 2010 as 2:05

A Lotus, famosa equipe de Fórmula 1 e que produz esportivos de rua na Inglaterra, será responsável pela produção de táxis movidos a hidrogênio para os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. De acordo com o site da TV inglesa BBC, o desenvolvimento do modelo é parte do programa para apresentar carros com emissão zero de gases nocivos à atmosfera.

Os táxis londrinos - conhecidos como "Black Cab" - serão abastecidos com hidrogênio gasoso, com o tanque cheio em apenas cinco minutos. A autonomia é a mesma de um reservatório com gasolina - entre 250 e 400 quilômetros. Só alguns modelos com a novidade serão lançados as Olimpíadas. Até lá, Londres terá seis postos de hidrogênio na cidade e ao menos cinco ônibus movidos à nova tecnologia.

Ashley Kells, gerente de programa na Intelligent Energy, empresa responsável pelo desenvolvimento da tecnologia, disse que a decisão de usar este tipo de veículo não é apenas uma opção de marketing. Segundo ele, o projeto oferece uma uma solução real para 2020, data que Boris Johnson, prefeito de Londres, estabeleceu a data para que todos os táxis londrinos tenham emissão zero de gases nocivos à atmosfera.

- O "Black Cab" é uma boa ferramenta para demonstrarmos a tecnologia. Enquanto você abastecer as células de hidrogênio, elas continuarão garantindo a energia do carro - diz.

Os atuais modelos são movidos a diesel. Os táxis de hidrogênio levam 15,5 segundos de 0 a 100 km/h. É um pouco lento se comparmos à maioria dos carros, mas sete segundos melhor do que um "Black Cab" comum. A velocidade máxima é de 128 km/h. As rodas traseiras são movidas por dois motores elétricos movidos por uma bateria de polímero de lítio – apesar de não ser um carro elétrico no sentido convencional. A principal fonte de energia do carro são as células de combustível que convertem energia de hidrogênio – armazenado em um tanque sob o capô – em eletricidade.

veja também