MENU

Última tentativa

Última tentativa

Atualizado: Sexta-feira, 2 Julho de 2010 as 9:15

Situação de Cicinho poderá sofrer mudar nesta

sexta-feira (Foto: Gaspar Nobrega / Vipcomm)  

Um pedido feito pelo técnico Ricardo Gomes na tarde desta quinta-feira pode fazer com o que já estava definido sofer uma reviravolta. Na manhã desta sexta-feira, Ricardo Sarti, empresário do lateral-direito Cicinho, que oficialmente está fora do São Paulo, terá uma última conversa com Rosela Sensi, presidente do Roma, para tentar fazer com que o camisa 23 possa disputar o restante da Taça Libertadores da América pelo time do Morumbi. A situação é muito complicada, mas não irreversível. - Não vamos forçar nada, o Cicinho vai fazer o que a Roma mandar. Mas é claro que ele gostaria de jogar a Libertadores. Faremos uma última tentativa. Se não der, ele voltará para a Itália - ressaltou Sarti, em conversa com a reportagem do GLOBOESPORTE.COM.

Apesar de não interferir na parte financeira, o técnico Ricardo Gomes conversou com a diretoria tricolor e pediu um último esforço. Ele lembra que seria um desperdício perder o jogador no momento em que ele começa a recuperar a sua forma. O empresário do jogador, na sequência, foi contactado, e ficou definido que uma última investida acontecerá nesta sexta-feira.

- É uma pena (ele sair) porque nós conseguimos recuperá-lo. Ele ficou quatro anos sem ter uma sequência, não terminou tão bem a última parte do Brasileirão, mas conhece bem a posição. Por mim, ele ficava. Além do mais, não existem opções no mercado – ressaltou o treinador que, se ficar sem Cicinho, tem Jean e Adrian Gonzalez como opções para o setor.

No caso do time italiano mudar de ideia, Cicinho terá o vínculo prorrogado pelo clube do Morumbi até 20 de agosto, dois após o término da Taça Libertadores da América. Na quarta-feira, data em que terminou o vínculo registrado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF, o jogador assinou uma extensão contratual. Caso isso não fosse feito, mesmo que a Roma concordasse com a permanência, o lateral só poderia atuar em 3 de agosto, data em que os contratos de atletas do Exterior passarão a ter validade na entidade que controla o futebol brasileiro. E o primeiro jogo contra o Inter, pela semi da Libertadores, está marcado para o dia 28 de julho, no Beira-Rio.

Por Marcelo Prado São Paulo

veja também