MENU

Lucas aceita cobranças da torcida e diz que faltou ambição ao Tricolor

Lucas aceita cobranças da torcida e diz que faltou ambição ao Tricolor

Atualizado: Quarta-feira, 7 Dezembro de 2011 as 10:56

O São Paulo foi muito mal em 2011, mas o meia Lucas conseguiu se destacar no seu primeiro ano completo como profissional. Levado ao time titular pelo auxiliar Milton Cruz em 2010, ele virou realidade nas mãos de Paulo César Carpegiani e teve uma ascensão meteórica na Seleção Brasileira. Ele iniciou o ano na disputa do Sul-Americano sub-20 e termina a temporada convocado com regularidade pelo treinador da equipe principal, Mano Menezes.

Dentro desse crescimento, Lucas enfrentou períodos de instabilidade, quando passou a ser criticado pelos torcedores organizados do Tricolor. Alguns mais afoitos chegaram, inclusive, a chamá-lo de “novo Kaká”. Levado ao time de cima em 2002, o meia que hoje atua no Real Madrid (ESP) jamais conseguiu se firmar e acabou vendido de maneira polêmica para o Milan por US$ 8,5 milhões na época.

Lucas diz que o time precisa reagir em 2012

(Foto: Luiz Pires / VIPCOMM) Ciente de sua importância, Lucas aceita a cobrança e diz que precisa melhorar na próxima temporada.

- A torcida vai cobrar sempre mais. Quando você faz jogos acima da média, vai ser cobrar de acordo, é preciso saber isso. Se me cobram, é porque tem qualidade e potencial. Levo numa boa e tiro como motivação isso – afirmou.

Com 19 anos, o meio-campista mostra personalidade em afirmar que o São Paulo deixou muito a desejar em 2011.

– Faltou regularidade, pecamos em detalhes importantes, deixamos escapar vitórias que estavam em nossas mãos. Não conseguimos mostrar nossa qualidade e isso obrigou a diretoria a mudar os treinadores. Nós jogadores é que somos culpados. Faltou pegada, vontade, ambição, querer ganhar quando precisava – ressaltou.

Apesar de ser cobiçado por clubes grandes do futebol europeu, Lucas não quer saber de transferência agora. Antes disso, ele quer conquistar títulos pelo São Paulo em 2012 e disputar a Olimpíada de Londres.

– Minha cabeça está totalmente voltada para o São Paulo. Tudo tem sua hora e vai chegar o momento de jogar fora do país – ressaltou.

veja também