MENU

Luis Fabiano comemora retorno do 'corte do gol' e brinca com interino

Luis Fabiano comemora retorno do 'corte do gol' e brinca com interino

Atualizado: Quinta-feira, 20 Outubro de 2011 as 11:32

Foram quatro jogos de muita ansiedade. Contra o Flamengo, Luis Fabiano criou duas boas oportunidade de gol. Contra o Cruzeiro, apesar do pênalti perdido, deu uma assistência para o gol de Cícero e participou da maioria das jogadas ofensivas da equipe. Contra Internacional e Atlético-GO, o Fabuloso caiu de rendimento e pouco participou da partida. Até por isso, o camisa 9 comemorou muito o gol marcado na vitória sobre o Libertad, na última quarta, no Morumbi, pela Copa Sul-Americana.  

Esbanjando bom humor na entrevista coletiva concedida após a partida, o atacante disse que o gol saiu porque ele resolveu mudar o corte de cabelo na véspera da partida.

- Cortei o cabelo porque sou meio cabeça dura, acho que careca fiz mais gols que cabeludo, com aquele moicano diferente (risos). Raspei e ainda avisei meus companheiros que o corte do gol tinha voltado. Por ironia do destino, fiz o gol – afirmou o jogador,que foi alvo de gozação do técnico Milton Cruz.

Antes da partida, o interino disse que se Luis Fabiano não marcasse contra os paraguaios, teria de cumprir uma punição.

- Falei para o Luis que, se o gol não saísse, ele teria de assistir um DVD com todos os meus gols. São 16 horas de gravação e o melhor é que um dos 1.961 gols que fiz na carreira é feito de maneira diferente – brincou o interino, que foi atacante do São Paulo no fim da década de 70 e início de 80.

Luis Fabiano disputa lance com a defesa do Libertad na partida desta quarta (Foto: Idário Café/VIPCOMM)

  O Fabuloso, na mesma moeda, respondeu ao treinador interino.

- O DVD que ele tanto fala tem 16 horas com os 20 gols que ele fez passando de maneira repetida. E o pior é que ele só fez gols em duelos contra a imprensa e o exército – brincou o jogador.

Luis Fabiano diz que a tendência é melhorar daqui para a frente, principalmente na questão física. Contra o Libertad, ele completou o quarto jogo consecutivo atuando os 90 minutos.

- Estou totalmente à vontade, estou jogando porque acho que consigo atuar os 90 minutos, mas o cansaço bate no segundo tempo. Às vezes falta força, mas estou jogando porque aguento e pela necessidade que tenho de acumular jogos para voltar a minha melhor forma. Para ficar 100%, você precisa jogar o maior número de partidas possíveis.          

veja também