MENU

Luiz Saraiva na onda do Tahiti

Luiz Saraiva na onda do Tahiti

Atualizado: Terça-feira, 3 Junho de 2008 as 12

Atleta da South to South enfrenta Teahupoo e segue para Ilha de Páscoa

 

O atleta Luiz Henrique Saraiva embarcou para mais uma trip, dessa vez com destino ao Tahiti, na Polinésia Francesa. Em busca de ondas alucinantes, Saraiva pretende encarar a famosa Teahupoo com toda coragem de um surfista que está sempre à procura de fortes emoções. Na volta para o Brasil, ainda fará uma parada na Ilha de Páscoa para pegar altas ondas de point break.

Nascido em Porto Alegre (RS), o atleta de 29 anos recebeu, em 2006, o título de Campeão do Circuito Gaúcho Inter-Associações. Além disso, coleciona algumas dezenas de troféus conquistados ao longo de sua carreira e planejou ir para o Tahiti desde quando iniciou o town-in, em 2002. Até o momento, o Chile é a trip mais marcante de todas, já que o tamanho e a consistência das ondas locais são realmente incríveis.

Mas as expectativas para essa viagem são grandes, afinal, o atleta é um guerreiro e tem como meta encarar novos desafios a cada dia que passa. "Desde seis anos de idade respiro surf, é a minha vida e estou amarradão em estar aqui no Tahiti", afirma.

Vale lembrar que "surfe les vaques" - surfar as ondas - de Teahupoo não é para qualquer um. Considerada uma das ondas mais perigosas do mundo, qualquer pequeno deslize pode acabar sendo único e mortal.

Por conta de sua força e volume de água que quebra perto de uma rasa bancada de corais, Teahupoo é temida por muitos surfistas profissionais, já que chega a ultrapassar 20 pés e fazer muitas vítimas.

"No Rio Grande do Sul tem uma onda que se parece muito com a do Tahiti, e não vejo a hora de poder encarar essa daqui", afirma o atleta. Preparado com um quiver de 7', 6'5", 6'3" e 6 pés, mais as de tow-in, específicas para altas ondas, Saraiva surfa diariamente e investe na boa alimentação e em boas horas de sono.

Embora no paraíso tahitiano a água e o clima sejam quentes, diferentes de sua terra natal, o atleta está enfrentando a mudança de ambiente com tranqüilidade, sendo essa a sua primeira experiência em águas de alta temperatura.

veja também