MENU

Luxa diz que Fla não vai abdicar da Sul-Americana: 'Queremos ganhar'

Luxa diz que Fla não vai abdicar da Sul-Americana: 'Queremos ganhar'

Atualizado: Quinta-feira, 11 Agosto de 2011 as 11:03

Poupar cinco titulares não é sinal de desdém. Foi o que frisou Vanderlei Luxemburgo após a vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-PR, nesta quarta-feira, no jogo de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana. O Rubro-Negro começou a partida contra o Furacão com Ronaldinho, Thiago Neves, Renato, Deivid e Welinton no banco de reservas. Os três primeiros entraram aos 15 da segunda etapa, e o Gaúcho fez o gol da vitória, aos 37, em cobrança de pênalti. Segundo o treinador, uma estratégia de quem quer ganhar a competição continental sem comprometer o desempenho equilibrado no Brasileirão. Flamengo e Corinthians têm os mesmos 33 pontos, mas os paulistas levam vantagem no número de vitórias (10 a 9).

- Aqui no Brasil vemos essa coisa de equipe reserva, titular. Na Europa, você privilegia o elenco. Alguns jogadores chegam para jogar só fora de casa. Queremos ganhar (a Sul-Americana). Uma coisa é estratégia. Outra é abdicar da competição. Senti que o time sentiu o desgaste contra o Coritiba (sábado passado). Tem de correr riscos. Preferi correr hoje, em casa, e ter 35, 40 minutos, para colocar esses caras. Até como treinamento mesmo. A estratégia foi muito boa, mas poderia ter dado errado também (risos) - disse.

Luxemburgo pretendia poupar mais jogadores, como os laterais Léo Moura e Junior César. Para diminuir o desgaste da dupla, mudou o esquema:

- No jogo contra o Coritiba ficamos muito cansados pela sequência de jogos, tempo de recuperação curto entre quartas e sábados. Léo Moura e Junior Cesar sentiram bastante, não deveriam ter jogado. Coloquei três zagueiros para dar um fôlego e também para estrear o Gustavo, num esquema mais seguro na defesa. E não sofremos gol, o que é muito importante numa competição como essa.

Com o resultado, o Flamengo vai jogar por um empate na partida de volta, dia 24, em Curitiba. Derrota por um gol de diferença a partir de 2 a 1 também classifica a equipe para a fase internacional da competição. Depois de seis partidas em três participações (2003, 2004 e 2009), o Rubro-Negro finalmente conseguiu vencer na Sul-Americana.

No fim de semana, a equipe volta a jogar pelo Brasileirão. No domingo, enfrenta o Figueirense, em Florianópolis, às 16h, pela 16ª rodada. A viagem para a capital catarinenses será na tarde de sexta-feira.            

veja também