MENU

Luxa não quer R10 nos 90 minutos pela Seleção: 'Quebra o galho, Mano'

Luxa não quer R10 nos 90 minutos pela Seleção: 'Quebra o galho, Mano'

Atualizado: Segunda-feira, 10 Outubro de 2011 as 11:46

De Torréon, veio o recado. Do Engenhão, o pedido. Mesmo à distância, lá do México, onde está concentrado com a Seleção Brasileira, Ronaldinho teve participação na vitória por 3 a 2 do Flamengo sobre o Fluminense, domingo, pela 28ª rodada do Brasileirão. Antes da partida, o camisa 10 rubro-negro telefonou para Vanderlei Luxemburgo cobrando o triunfo. Com o resultado na mão, o treinador se viu no direito de também fazer seu pedido, mas o destino foi outro: Mano Menezes. - O Ronaldinho me ligou preocupado. Falou: “Temos que ganhar esse jogo aí para irmos para cima”. Vou aproveitar para mandar um recado para o Mano: “Tira o Ronaldinho só um pouquinho”. Ele já tem 31 anos, o Neymar sai para poupar para o Mundial e o Ronaldinho fica. Mano, quebra o galho do velho (risos).

Ronaldinho esteve em campo durante os 90 minutos da vitória do Brasil sobre a Costa Rica, por 1 a 0, na última sexta, e tem escalação confirmada diante do México, terça-feira, em Torreón. O Flamengo, porém, conta com seu principal jogador já no dia seguinte, às 21h50m (de Brasília), para pegar o Palmeiras, no Engenhão.

E no confronto com o Verdão a equipe volta a defender uma posição no G-4. Ausente do grupo dos classificados para a Libertadores depois de série de dez partidas sem vencer, o Rubro-Negro ultrapassou Fluminense e Botafogo com o triunfo do fim de semana e chegou ao quarto lugar, com 47 pontos. A subida na tabela foi encarada com naturalidade por Luxa, que ressaltou o poder de recuperação de seu time após a crise.

- É legal voltar ao G-4. Sempre achamos que isso poderia acontecer. Mesmo quando estávamos há dez jogos sem vencer, o pessoal da frente não avançava. Continua assim. Já encostamos de novo.

Com quatro pontos a menos que o líder Corinthians, o Flamengo está novamente na briga pelo título. Vanderlei Luxemburgo, entretanto, chamou a atenção para os recentes tropeços inesperados que não devem ser repetidos.

- Vamos para o título. Mas temos que ganhar jogos. Perder para Bahia, Ceará e Atlético-GO, não vai levar a lugar algum. Mantemos os pés no chão.

Após o Palmeiras, quarta-feira, o Flamengo tem pela frente o Ceará, no Presidente Vargas, em Fortaleza, e o Santos, no Engenhão.          

veja também