MENU

Luxa vê rivais à frente do Fla e insiste em dar liberdade a Ronaldinho

Luxa vê rivais à frente do Fla e insiste em dar liberdade a Ronaldinho

Atualizado: Sábado, 5 Fevereiro de 2011 as 9:47

Cinco vitórias, uma delas em clássico, apenas dois gols sofridos, Thiago Neves, Ronaldinho... O Flamengo iniciou a temporada enfileirando credenciais ao título da Taça Guanabara. Mas basta assistir ao comportamento do técnico Vanderlei Luxemburgo nos treinos e ouvir as declarações dele para notar que o trabalho está no estágio inicial.

O treinador gesticula, orienta e posiciona o time da maneira que gostaria de ver. Por enquanto, desistiu de colocar Renato na lateral esquerda e mantém Egídio. Em um futuro próximo, no entanto, Anderson, campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, deve ter mais chances no setor.

No trabalho tático desta sexta-feira, ele cobrou marcação sob pressão no time reserva. Até Ronaldinho tinha função de “marcador”. Outro detalhe foi o posicionamento de Willians. Se na campanha do Brasileirão de 2009 ele jogava quase na ponta direita, auxiliando Léo Moura, agora ele é o primeiro volante do meio-campo, atrás de Maldonado. Vanderlei inverteu o posicionamento porque considera o chileno melhor na distribuição de jogadas.

- Alguém tem que correr. O grande gol do Willians é tirar a bola como ele vem tirando. Se o volante entender que ele tem que fazer isso e tocar a bola, está perfeito. Ele tinha um passe muito ruim e estou trabalhando isso – comentou Vanderlei.

Como ainda considera o Flamengo em formação, o treinador não hesita em dizer que os rivais, referindo-se a Fluminense e Botafogo, estão em um estágio mais avançado. Ele quer aproveitar a semana sem jogos depois do duelo com o Boavista para intensificar os trabalhos físicos e táticos.

- Os outros clubes estão na nossa frente. O time do Fluminense, por exemplo, todo mundo sabe quem sai e quem entra. Semana que vem teremos dois dias da semana em tempo integral, trabalhando a parte física. Hoje (sexta) fiz um trabalho tático que achava interessante, pois fiz uma mudança e coloquei o Renato no meio.Estou montando uma filosofia. Se o time começar a perder, vão dizer que o Luxemburgo não sabe armar a equipe – declarou.

Nesta filosofia enquadra-se Ronaldinho. O atleta recebeu nota 10 em comportamento dentro e fora de campo. Nesta sexta, quando recebeu uma “chamada” do treinador, abaixou a cabeça e estendeu o polegar concordando. Depois, participou de um longo treino de finalização e arrancou comentários por causa de um belíssimo gol de letra com a bola no ar. Justamente por esse talento, Vanderlei repete o lema sobre a liberdade do camisa10 em campo.

- Você tem que achar o espaço que ele possa render mais. Ele jogava no Barcelona pela esquerda, só que tinha o Messi, o Xavi. Aqui ele precisa ser mais participativo. No Brasil é diferente, tendo um jogador desse você não pode deixá-lo preso em um canto. Quero que ele use todos os setores do campo. Tenho que buscar esse talento do Ronaldinho – declarou.

O Flamengo volta a campo no próximo domingo, às 17h (de Brasília) contra o Boavista, em Macaé. O GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real, com vídeos.

veja também