MENU

Luxemburgo sonha com título da Libertadores pelo Flamengo

Luxemburgo sonha com título da Libertadores pelo Flamengo

Atualizado: Terça-feira, 19 Julho de 2011 as 3:25

Invicto no Campeonato Brasileiro e com o Flamengo no G-4 da competição, Vanderlei Luxemburgo tenta mais uma conquista para seu currículo.  Se conseguir, o treinador levantará sua sexta taça do Brasileirão, mas o técnico tem um sonho: trazer mais uma Libertadores para o Rubro-Negro ( assista ao vídeo ao lado ).

- Eu quero ganhar um título da Libertadores, mas se eu não ganhar não se pode dizer que a minha carreira não foi brilhante. Minha carreira é muito bonita, mas falta alguma coisa. Enquanto eu tiver saúde você pode ter certeza que eu vou correr atrás de título - afirmou.

Sua história no futebol começou como jogador, que não foi tão marcante como a de técnico. Vanderlei despontou como lateral-esquerdo do Flamengo, em 1971, onde permaneceu por sete anos. Depois de deixar a equipe carioca e atuar pelo Internacional em 1978, Luxemburgo foi para o Botafogo, onde jogou por mais dois anos, quando uma contusão no joelho o afastou dos campos.

O início como treinador ocorreu no Campo Grande, do Rio de Janeiro, em 1983. No mesmo ano, foi para o Rio Branco (Espírito Santo), onde conquistou o título do Campeonato Capixaba. Mas, foi no Bragantino que conseguiu seu primeiro grande feito, vencendo dois campeonatos: o Brasileirão Série B, em 1989, e o Paulista, no ano seguinte. Sua primeira vitória em um grande clube como treinador aconteceu em 1993, quando se tornou campeão paulista com o Palmeiras, após golear o Corinthians por 4 a 0 e interromper o jejum de 16 anos sem títulos do clube. No mesmo ano, Luxemburgo conquistaria mais dois troféus, no Torneio Rio-São Paulo e no Campeonato Brasileiro.

Depois de breves passagens por Flamengo e Paraná em 1995, Vanderlei retornou para o Palmeiras, e venceu mais um Paulistão. Dois anos depois, com o Santos, conquistou o Torneio Rio-São Paulo. Em 1998, foi campeão Brasileiro com o Corinthians e recebeu o convite para ser o técnico da Seleção Brasileira, onde levou o título a Copa América de 1999. De volta ao Timão em 2001, o treinador levou a equipe a mais um título do Campeonato Paulista. Dois anos depois, no comando do Cruzeiro, realizou um feito inédito, vencendo o Mineirão, a Copa do Brasil e o Brasileiro no mesmo ano.

Em 2004, de volta ao Santos, Luxemburgo levantou mais um título de campeão brasileiro. Após uma rápida passagem pelo Real Madrid (Espanha), em 2005, o treinador retornou à equipe santista, onde conquistou o Campeonato Paulista nos dois anos seguintes, chegando às semifinais da Libertadores em 2007, onde foi eliminado pelo Grêmio. No ano seguinte, voltou ao Palmeiras, onde foi novamente campeão paulista. A equipe também se classificou para a Libertadores 2009, mas a eliminação nas quartas de final causou a saída do treinador. Depois de uma rápida passagem pelo Santos, Luxemburgo acertou sua ida para o Atlético-MG no mesmo ano e, depois de 5 meses no comando da equipe, venceu o Campeonato Mineiro.

- Quando eu fui para o Palmeiras em 1993, o direcionamento era o São Paulo, era a melhor equipe do Brasil. Você batendo o São Paulo as outras você bate. No Santos tinham 4 equipes na nossa frente, e a remontagem da equipe conseguiu manter o alto nível em campo. No Cruzeiro foi engraçado porque, estrategicamente, fui desarticulando o time do Santos - relembrou.     Em 2010, Vanderlei Luxemburgo aceitou a proposta para assumir o comando técnico do Flamengo. Esteve invicto a frente da equipe da Gávea em 26 jogos, superando a marca do memorável técnico rubro-negro Carlinhos (20). O ano começou com a conquista da Taça Rio e do Campeonato Carioca, pois já havia sido campeão da Taça Guanabara e agora, o treinador está focado no torneio nacional. O time já esteve na liderança do campeonato e, com 19 pontos, atualmente ocupa a terceira colocação da disputa, à seis pontos de diferença do líder Corinthians.

- O Campeonato Brasileiro é o campeonato mais difícil que tem para conquistar do mundo, ainda mais quando passou para pontos corridos. A primeira coisa que você precisa direcionar na temporada, quando se tem um time forte, é em qual equipe vai competir com você - disse.

Durante mais de 20 anos de carreira, Vanderlei teve como ídolo outro famoso treinador, Zagallo, com quem pode aprender como comandar uma equipe. A frente de grandes times, o técnico explica que todos precisam estar com o mesmo pensamento para o sucesso do clube.

- Você nunca pede por favor a ninguém. Quando você comanda, você determina as ações, com respeito aos seus funcionários, aos seus comandados, a executar. Quem quiser seguir (a filosofia do Flamengo) vai ser legal, quem achar que ela está equivocada, pode ir embora - afirmou.        

veja também