MENU

Má largada, jejum em casa e gols sofridos não assustam Falcão

Má largada, jejum em casa e gols sofridos não assustam Falcão

Atualizado: Segunda-feira, 13 Junho de 2011 as 10:12

Falcão não vê motivos para maiores preocupações

(Foto: Alexandre Alliatii / Globoesporte.com)

  O Inter apresenta alguns elementos que no mínimo deixam uma pulga incomodando a orelha dos colorados. A má largada do time vermelho no Brasileirão, com menos de 50% de aproveitamento nas primeiras quatro rodadas, coincide com outros dois pontos negativos, que se sucedem desde antes do início do campeonato: a ausência de vitórias em casa e a reincidência de gols sofridos.

Já são cinco jogos sem vitórias no Beira-Rio. Mas Falcão não vê grande problema nisso. Ele entende que uma das partidas, na verdade, foi vitória – em referência à decisão do returno do Gauchão, quando o Inter empatou por 1 a 1 com o Grêmio no tempo normal e depois venceu nos pênaltis. O treinador só vê a derrota para o Peñarol como justa.

- Tivemos uma vitória nos pênaltis. Tivemos um jogo, sim, ruim contra o Peñarol. Contra o Ceará, não era para perder. Tivemos um rendimento aceitável para no mínimo ganhar o jogo. O resultado não foi justo – comentou Falcão.

O Inter vem tomando gols sequenciais. Foi vazado em seus últimos dez jogos. Nesse caso, Falcão admite preocupação. Mas também faz ressalvas. Diz, por exemplo, que os gols do Palmeiras, no empate por 2 a 2 deste domingo, foram mais mérito do adversário do que falha colorada.

- Tomar gols me preocupa, evidentemente. Nessa semana, trabalhamos o sistema de marcação. O segundo gol foi de jogada individual. O outro foi uma bola muito estranha – disse Falcão.

Passadas quatro rodadas no Brasileirão, o Inter tem cinco pontos, com 41,7% de aproveitamento. É o 12º colocado. Para Falcão, porém, ainda não há motivos para grande sustos.

- Não gosto muito de estatística. Quando se fica em cima disso, é complicado. Se ganha todas, pode relaxar. Se perde todas, pode achar que está tudo errado. O Internacional tem que crescer. Estamos em um início de campeonato. É um campeonato difícil, complicado, longo – afirmou Falcão.

- Não posso pensar numa classificação quando estamos na quarta rodada. Faltam 34 rodadas. Não podemos pensar que o próximo jogo é o mais importante, porque vai todo mundo enfartar aqui. Temos que ver é se o time está tendo melhoras – completou.

O Inter volta a campo no domingo, contra o Coritiba. A boa notícia, pelo que mostram os números, é que é fora de casa. Como visitante, o Inter está invicto sob o comando de Falcão.            

veja também