MENU

Mãe espera que amigo de zagueiro vá para casa neste fim de semana

Mãe espera que amigo de zagueiro vá para casa neste fim de semana

Atualizado: Sexta-feira, 3 Junho de 2011 as 3:33

      A família de Leonardo Miguel Calixto Pessuti, de 20 anos, espera que ele deixe a Santa Casa de Jaú, no interior de São Paulo, neste fim de semana. Ele está internado desde segunda-feira (30) após ser atingido por um projétil de uma arma de pressão disparada acidentalmente pelo zagueiro do Corinthians Leandro Cástan. “Domingo ele já deve estar em casa”, disse a mãe do jovem, a enfermeira Selma Luzia Calixto Pessuti.

“Ele está ótimo, na medida do possível, está se alimentando bem, conversando e aguardando a retirada do dreno”, contou Selma em entrevista nesta sexta-feira (3). O projétil entrou pela axila esquerda do jovem, perto das costas, passou no meio de duas costelas, transfixou o pulmão e parou a cerca de meio centímetro do coração. Leonardo teve alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nesta quinta-feira (2) e recebe tratamento em um quarto do hospital.

O diretor-clínico da Santa Casa de Jaú, João Carlos Miranda de Almeida Prado, disse que o projétil parou muito próximo do coração. “Por muito pouco ele não teve um ferimento fatal, apesar de um projétil de tão pequeno calibre”, afirmou o cirurgião-geral, que também participou do atendimento.

O jogador do Corinthians contou à polícia que foi entregar a arma ao amigo, na tarde de segunda-feira, e ela disparou. O caso foi registrado na delegacia da cidade como lesão corporal e o inquérito deve ser encerrado em até 30 dias.

A mãe do jovem ferido disse que os dois são amigos de infância e que considera o fato um acidente. O zagueiro afirmou em entrevista na quarta-feira (1º) que chorou muito e que foi chamado até de "assassino".          

veja também