MENU

Maicosuel pode ter volta antecipada em versão mais forte

Maicosuel pode ter volta antecipada em versão mais forte

Atualizado: Domingo, 27 Março de 2011 as 9:09

Um Maicosuel como ninguém nunca viu. Essa é a expectativa do Botafogo para o retorno do meia, que se recupera de uma grave lesão no joelho esquerdo, sofrida no dia 22 de setembro do ano passado, no empate em 2 a 2 com o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro. Cada um dos muitos dias de recuperação foram aproveitados pela comissão técnica alvinegra para fazer uma verdadeira transformação no camisa 7. Quando finalmente puder vê-lo em campo, o torcedor observará um jogador que mostrará, além da motivação, um aspecto físico diferenciado.

Desde que Maicosuel começou sua recuperação, médicos, fisioterapeutas e fisiologista do Botafogo também iniciaram um cronograma de fortalecimento do jogador. A ideia deste procedimento era antiga, mas não havia tempo disponível em decorrência da sequência de partidas. No mês em que se machucou, o meia pesava 66,5kg, sendo que 60,4kg de massa muscular (descontados os 9,1% de gordura). No início de março, ele chegou a 70,7kg, sendo que 62,5kg de massa muscular (com 11,6% de gordura). A expectativa, entretanto, é de um Mago ainda mais “bombado” em sua volta ao futebol.- Esse aumento de 2,8 do percentual de gordura é algo insignificante, pois ele perderá assim que iniciar os trabalhos físicos no campo. É provável que quando o Maicosuel voltar a jogar, pese cerca de 71kg, mas sendo que 65kg de massa muscular - explicou Altamiro Bottino, fisiologista do Botafogo.

Assim, Maicosuel terá aumentado em seis quilos o seu peso total e quase cinco o de massa muscular. Os números são ainda mais significativos se comparados à estrutura física do jogador em sua primeira passagem pelo Botafogo, em 2009. Quando deixou o clube para jogar na Alemanha, o meia pesava 61,6kg e tinha 56,2 de massa muscular, com 8,8% de gordura).

Maicosuel ainda se acostuma ao seu novo formato. Ele não esconde que cada sessão de fisioterapia e de musculação foram sacrifícios para alguém que não abre mão de bater uma bola. No entanto, o jogador confessa que nos últimos seis meses conseguiu perceber a importância do trabalho ao qual foi submetido e, principalmente, que exige disciplina para que os resultados positivos apareçam.- Nunca gostei de musculação. Por exemplo, naquele trabalho regenerativo um dia depois das partidas, acabava dando “migué”. Ficava conversando e não fazia tudo o que o preparador pedia. Mas as dificuldades que vivi nos últimos meses me fizeram pensar em muitas coisas. Muitos me diziam que eu poderia estar na Seleção. Então, será que se eu tivesse o físico atual, teria sido convocado? Sei que vou precisar de paciência, mas espero que agora possa fazer muitas jogadas sem precisar cair. No lance da minha lesão, aliás, acho que eu não cairia se tivesse uma força maior - avaliou.

Apesar das “escapadinhas” dos treinos de recuperação para bater uma bola com os demais jogadores – algo que muitas vezes o faz ser chamado a atenção pelos médicos do Botafogo – o comportamento de Maicosuel merece elogios. Por isso, é grande a chance de que seu retorno aos gramados seja antecipado. O Alvinegro ainda trabalha com a volta do jogador em maio, mas Altamiro Bottino se permite imaginar uma abreviação.

- A resposta do trabalho tem sido muito positiva. E se continuarmos sem acidentes de percurso, como uma lesão muscular, a volta pode ser antecipada. Nossa ideia é que no final de abril o Maicosuel seja entregue ao Caio Júnior com condições de ser escalado. Mas pode ser que isso aconteça antes - revelou o fisiologista.A semana que começa também dará início a uma nova etapa para Maicosuel. O meia fará uma espécie de pré-temporada, com treinamentos que dão ênfase ao recondicionamento físico. Outros jogadores que também sofreram cirurgias no joelho, o zagueiro Fábio Ferreira e o lateral-direito Flávio Pará, estão em estágio mais avançado do que o camisa 7. Assim, no início de abril já poderão retornar aos gramados.

Mas engana-se quem pensa que um Maicosuel mais forte significará um Maicosuel menos habilidoso. O fisiologista Altamiro Bottino garante que as mudanças no corpo do jogador não o farão perder a característica que a torcida do Botafogo mais admira.

- Isso de ficar mais forte e perder habilidade é folclore. O Maicosuel vai continuar a fazer o que sempre fez, sendo que com mais força e velocidade. A torcida pode esperar um jogador mais potente - destacou.

As mudanças no corpo de Maicosuel chamam a atenção dos companheiros de time, que não poupam brincadeiras. No entanto, a preocupação do camisa 7 é outra:

- Minhas roupas sempre foram grandes porque sempre fui magrinho. Agora vou poder ajustar o tamanho - brincou.

Globo Esporte

veja também