MENU

Maluf: goleada foi o estopim para a demissão de Vanderlei Luxemburgo

Maluf: goleada foi o estopim para a demissão de Vanderlei Luxemburgo

Atualizado: Sexta-feira, 24 Setembro de 2010 as 7:36

A decisão de demitir Vanderlei Luxemburgo do Atlético-MG foi tomada em Belo Horizonte pelo presidente Alexandre Kalil. Porém, quem deu o recado para o treinador foi o diretor de futebol Eduardo Maluf. Após o pronunciamento de Vanderlei, Maluf explicou a situação. O dirigente afirmou que a demissão não estava nos planos do clube, até a goleada sofrida nesta quinta à noite por 5 a 1 para o Fluminense.

- Não estava nos planos a demissão. Tivemos uma reunião nessa semana. Fizemos um trabalho na parte psicológica, de reunir os jogadores, Tínhamos uma expectativa boa em torno desses três últimos jogos. O que nos fez mudar foi a forma que a equipe foi goleada. Temos mais 14 jogos, a gente sabe que tem uma equipe boa. Quando não se pode mudar os jogadores, se muda a comissão. O trabalho do Vanderlei é bom, de planejamento, mas não deu certo. Não é a primeira vez e nem a última que esse tipo de coisa acontece no futebol.

- Achamos que o momento é de mudança. O Vanderlei fez tudo que era possível, tendo toda condição. Infelizmente, no futebol é assim. Poucas vezes o Atlético teve um técnico com a competência do Vanderlei. Mas futebol é resultado, não esperava essa situação. Entendemos que era momento de mudar.

A expulsão de Diego Souza também foi comentada por Maluf. O diretor deu mostras de irritação com o lance e deve, junto com Alexandre Kalil, punir a principal contratação do clube na temporada.

- Isso vai ser levado para o presidente. Toda a expulsão direta é passível de multa. Isso prejudicou muito o Atlético contra o Fluminense.

Sem treinador, o Atlético deve enfrentar o Grêmio no próximo fim de semana sob o comando de Rogério Ricálio, técnico do time sub-23. O clube ainda não tem planos para um novo comandante.

- Esperamos uma mudança. Foi uma decisão que tivemos que tomar agora. O futebol é dinâmico. Não temos nenhum nome. Vou falar com o presidente e ver o que a gente consegue. Vamos avaliar. Temos agora sexta e sábado, mas a tendência é que Rogério Ricálio, do time sub-23, treine o time. Isso é uma coisa natural do futebol. Sempre se pega alguém da base até contratar outro.

veja também