MENU

Mancini acredita que mudança constante do elenco pode atrapalhar

Mancini acredita que mudança constante do elenco pode atrapalhar

Atualizado: Quinta-feira, 14 Abril de 2011 as 9:57

Mancini diz que entrosamento foi prejudicado (Foto: Lucas Catta Prêta / Globoesporte.com)     Em 14 jogos oficiais nesta temporada, o Atlético-MG conseguiu repetir a escalação de um jogo para outro apenas uma vez: da vitória sobre o Democrata, pelo Campeonato Mineiro, para o empate sem gols contra o Grêmio Prudente, pela Copa do Brasil. Tamanha dificuldade em conseguir encontrar um time ideal pode ser explicada pelo grande número de novos jogadores que chegaram ao elenco alvinegro em 2011. Neste ano, 15 atletas foram contratados. Para o atacante Mancini, as chegadas de novos nomes podem ter atrapalhado um pouco no entendimento dentro de campo.

- O Atlético-MG tem uma base montada com o Dorival desde o ano passado. Nesses últimos três meses, também estamos com uma base de jogo. Claro que, com jogadores novos, temos que começar do zero, mas o bom é que tem tempo. Ainda temos 40 dias para o começo do Campeonato Brasileiro para nos preparar, aproveitar a chegada do Dudu Cearense, do Marquinhos Cambalhota.

No entanto, Mancini disse que reforços são importantes, e que todos são muito bem-vindos.

- São jogadores que chegam para somar. Fiquei sabendo que o Cambalhota tem faro de gol. Vindo para ajudar, que sejam bem-vindos. Vamos recebê-los de braços abertos, e que possam ser felizes conosco.

O zagueiro Réver também crê que os novos contratados serão importantes no Campeonato Brasileiro, competição considerada longa e disputada.

- Acho que não atrapalha. São jogadores que o Atlético-MG tem procurado. São jogadores de qualidade, considerados de expressão. E nós precisamos não só dos que já estão aqui, mas também desses que vão chegar. O Campeonato Brasileiro é muito longo e disputado, então os reforços são bons. O quanto antes eles puderem chegar, até mesmo para ajudar no entrosamento, melhor.

Para o capitão alvinegro, os reforços terão de buscar um lugar no time. Réver acredita que a tendência será de os atuais jogadores seguirem entre os titulares.

- O Atlético-MG tem procurado uma base, e a maioria dos jogadores que devem disputar o Brasileiro são os que têm jogado. Isso, no meu modo de pensar. Não sei como o treinador pensa. Temos certeza que o jogador que chegar vai nos ajudar a dar continuidade ao trabalho dos que já estavam aqui. Futebol é assim. Nós tínhamos 35, 40 jogadores. Agora, esse número reduziu.      

veja também