MENU

Mancini critica postura do time e diz que Atlético-MG é time grande

Mancini critica postura do time e diz que Atlético-MG é time grande

Atualizado: Segunda-feira, 21 Março de 2011 as 12:15

Mancini fez sua melhor partida com a camisa do Atlético-MG desde que retornou ao clube, no começo deste ano. O atacante entrou no início do segundo tempo e teve participação direta na vitória do Atlético-MG, por 2 a 1, sobre o Villa Nova, de virada, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.

O triunfo do Galo, porém, foi construído com muita dificuldade. O Villa saiu na frente no primeiro tempo, e o time da capital só conseguiu a virada aos 47 minutos do segundo.

- No primeiro tempo, o time foi apático. Não conseguimos impor nosso ritmo e jogar futebol. Parecia que o Villa jogava em Nova Lima, e nós, fora de casa. Foi um primeiro tempo para esquecer. O time estava nervoso e errando muitos passes. No segundo tempo, a mentalidade foi outra. O time conseguiu envolver o Villa Nova e conseguiu os gols. O importante foi essa reação.

Demonstramos que somos um time de caráter, força e união. Acho que isso no futebol é fundamental. Não podemos vacilar e dar essa brecha para as equipes que vêm jogar na Arena do Jacaré. Somos jogadores do Atlético-MG, não somos jogadores de time pequeno. Temos que pensar grande e sempre buscar o resultado. Serve de lição para melhorarmos para o próximo jogo, quarta-feira, contra o Uberaba.

Para Mancini, a melhora no futebol está diretamente relacionada ao ganho na parte física.

- Estou trabalhando, estou melhor, muito bem fisicamente. Só estou esperando minha oportunidade. Vivo a expectativa de ter minha oportunidade e fazer o meu melhor. O Dorival é quem vai decidir. Não é por microfone ou através da imprensa que vou ganhar a posição. Tem que ser em campo, no trabalho do dia-a-dia, e é isso que eu faço e sempre fiz na minha vida. Não vai ser diferente agora.

O jogador agora espera dar continuidade ao trabalho, como titular do Galo. Mancini sabe que paciência vai ser uma virtude para conseguir seus objetivos.

- Eu acho que no futebol, às vezes, você sai do banco de reservas e não consegue mudar a cara do jogo. Às vezes, como hoje, você entra e muda. Eu estou muito feliz. Por duas coisas. Primeiro pela vitória, depois por minha atuação. Vivo um momento bom e só estou aguardando minha oportunidade. Agora é procurar dar sequência ao trabalho e a essa boa fase, fisicamente falando. Foi bom, foi um resultado sofrido, a cara do Atlético-MG.      

veja também