MENU

Mano diz que Corinthians não será prejudicado por ter atletas na lista

Mano diz que Corinthians não será prejudicado por ter atletas na lista

Atualizado: Sexta-feira, 29 Outubro de 2010 as 1:55

O técnico Mano Menezes afirmou nesta sexta-feira, no Hotel Intercontinental, em São Conrado, que os clubes brasileiros que tiveram jogadores convocados para a Seleção Brasileira não serão prejudicados na reta final da Série A. De acordo com o treinador, o confronto do dia 17 de novembro, contra a Argentina, em Doha, no Qatar, acontecerá entre duas rodadas da competição. O Corinthians foi a equipe com mais atletas lembrados pelo comandante para o confronto diante dos hermanos: o volante Jucilei e o apoiador Elias foram chamados.

- Não fizemos negociação para essa partida com a Argentina porque não vamos interferir no Campeonato Brasileiro. É um jogo isolado que vai ser disputado em uma quarta-feira e não existe rodada do Brasileiro. A rodada sofreu a sua definição de marcação de horário para sábado, domingo, e teremos um jogo na quarta anterior que é Ceará e Botafogo. Tudo foi encaminhado para priorizar a Seleção, mas sem causar prejuízo aos clubes envolvidos no Brasileiro - afirmou Mano.

Além dos dois jogadores do Corinthians, Mano convocou outros seis atletas que atuam no Brasil: os goleiros Jefferson, do Botafogo, Victor, do Grêmio, e Neto, do Atlético-PR, o zagueiro Réver, do Atlético-MG), apoiador Douglas, do Grêmio, e o atacante Neymar, do Santos. O treinador da Seleção aproveitou para comentar a presença do jogador do Tricolor gaúcho na lista.

- É um jogador que conheço muito bem, com quem trabalhei no Corinthians. É um meia que reúne características de armação, de posse de bola, de saber reter a bola. É mais forte fisicamente para um jogo que o contato de marcação será mais duro. Ele tem produzido bem no Grêmio, não faríamos sua convocação em função de um jogo só - explicou o treinador.

De acordo com a CBF, a Seleção Brasileira vai realizar dois treinamentos em Doha antes do confronto diante do argentinos. Os jogadores devem seguir para o Qatar no dia 14.

Por: Márcio Iannacca

veja também